5 dicas para aliviar o estresse

Não é novidade que estamos vivendo cada vez mais estressados, que tal então 5 dicas para aliviar o estresse?

Nesse especial sobre ESTRESSE E INTESTINO estou ajudando você a entender o que é, como ele age, como afeta nossa saúde e agora vou dividir com você minhas dicas para aliviar o estresse 🙂

Como você já sabe, o estresse é qualquer situação que gere tensão – pode ser ela emocional, psicológica ou física.

Vamos, então, para as dicas:

1. 60 segundos para mudar o foco.

Você sabia que precisamos apenas de 60 segundos para aliviar os sintomas de estresse?

Isso mesmo, em um minuto, com a técnica certa, você pode desativar o sistema nervoso simpático (SNS) e ativar o sistema nervoso parasimpático (SNP).

Técnicas como pensar em coisas que vc é grato, olhar fotos da família, respirar fundo e fechar os olhos, traz a pessoa para um estado mais calmo.

Portanto, a próxima vez que você receber um e-mail/notícia ruim, tiver uma discussão, etc, reserve os próximos 60 segundos para:

  • Pensar em alguém que você gosta muito;
  • Lembrar de um momento gostoso que passou;
  • Olhar fotos de viagens ou boas memórias
  • Lembrar da sua mais recente conquista;
  • Pensar qual foi a última comida gostosa que provou, onde estava e com quem.

2. Evite alimentos irritantes.

Nessa altura do campeonato, se você me acompanha por aqui ou nas redes sociais, sabe que a alimentação tem tudo a ver com nossa saúde né?!

Com o estresse não é diferente. Existem algumas substâncias e alimentos que nos deixam mais alertas/tensos e auxiliam na resposta do estresse.

Sendo assim, queremos evitá-los! Fique atenta a lista:

  • Alimentos processados (fast/junk food), tipo salgadinhos, comida congelada, lanches, batata frita;
  • Açúcar
  • Cafeína
  • Álcool

Por mais que muitas vezes seja justamente isso que nos dá vontade de comer, saiba que esses alimentos deixam o corpo mais em alerta, aumentam a resposta metabólica do estresse e enfraquecem o corpo.

Estresse libera histaminas no corpo, por isso, se você tem alguma intolerância/sensibilidade alimentar, vai ficar mais sensível ainda.

Além disso, ele libera açúcar na corrente sanguínea (como vimos aqui) e isso pode levar a comer demais.

3. Pratique exercícios físicos.

A prática de atividade física tem diversos benefícios mas nesse caso específico ela é fundamental para ajudar você a desacelerara e pensar em outras coisas!

Estresse crônico está muito mais ligado a situações emocionais/psicológicas e por isso conseguir mudar o foco da situação ou problema é fundamental para diminuir ele.

Portanto, procure atividades físicas que você gosta e que ao praticar faça você estar 100% ali.

O ideal são práticas que relaxem e acalmem como yoga e Tai Chi, pois elas conectam movimentos do corpo com respiração. Mas se você relaxa mais correndo, dando uns socos em um saco de areia ou chutes em uma bola, OK!!

4. Faça respirações profundas.

Falando em respiração, essa é uma prática rápida e fácil de incluir no seu dia-dia para aliviar o estresse.

Respirações profundas e logas ativam o Sistema Nervoso Parasimpático (SNP), que é responsável pela digestão e descanso. Portanto, cultivar o hábitos de fazer 10 respirações longas e profundas em algum momento do dia ajudam a avisar seu corpo que você não está sob ameaça.

Assim, o seu corpo vai entender que está tudo bem e sua resposta ao estresse começa a diminuir, fazendo com que a cascata de eventos que procedem o estresse sejam diminuídas e eventualmente, cessadas 🙂

5. Tenha alguém para desabafar.

A última dica é ter alguém que você possa conversar e contar sobre o que está sentindo, pensando e vivendo. Muitas vezes as situações que mais nos chateiam ou preocupam no dia-dia ficam menores quando temos alguém para conversar e trocar ideias.

Não só nos sentimos acolhidos como também podemos ver as coisas com outra perspectiva.

Cultive amizades e relacionamentos e agradeça sempre que tiver alguém para te apoiar, ouvir ou simplesmente estar ali quando você não está no seu melhor momento.

Lembre-se, apesar do estresse ser algo muito comum e que prejudica nossa saúde, nós temos muito poder para reverter a situação e buscar maneiras mais saudáveis, leves e felizes para viver. Basta querer, procurar informação e apoio!

Compartilha com seus amigos, família e colegas de trabalho. Clique nos botões para mandar por Whatsapp, e-mail ou Facebook.

Conta para mim o que achou desse post e não esquece de conferir os outros da série ESTRESSE E INTESTINO.

O que é o estresse

Como o estresse afeta a digestão

Descubra se você tem estresse crônico

Não é intolerância alimentar, é estresse

Um beijo!

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas pela UFPR. Há mais de 7 anos venho mudando meu estilo de vida e alimentação para ter mais saúde e bem estar. Divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *