Síndrome do intestino irritável – SII – o que é, quais os sintomas?

Oi, amigos! Você sabe o que é a síndrome do intestino irritável, mais conhecido como SII? Esse assunto foi muito pedido por vocês nas minhas redes sociais. Conversei com a nutricionista Pri Riciardi e trouxe informações valiosas para que vocês estejam por dentro desse tema muito importante que atinge uma parte da sociedade, visto que muitos não tem ideia de que enfrentam a síndrome.

Tudo sobre a síndrome do intestino irritável

O que é a SII?

Como o próprio nome diz, se baseia em um intestino que está irritado. Suas características são espasmos e câimbras, e a pessoa sente dor, uma sensação de ”balão inchando”, principalmente nas alças intestinais e curvas do intestino. Quando se trata de intolerância à lactose, o indivíduo nem sempre sente dores, o que difere um do outro. Vou falar mais sobre as diferenças em um próximo post 🙂

Uma outra característica é que a SII está ligada bastante ao lado emocional e estresse. Normalmente, o indivíduo reage mais intensamente às situações e tem o intestino como órgão alvo. Algumas pessoas tem dores no estômago, queda da imunidade, e neste caso em específico, o intestino contrai e faz com que você sinta dor mesmo que você não tenha ingerido nada (com o estômago vazio).

Importante salientar que isso não se aplica a situações de estresse pontual, pois reagimos a elas de forma natural. Então, se você passou por uma situação estressante e teve algum dos sintomas, não necessariamente você tenha SII.

Na Síndrome do Instetino Irritável (SII), a reação é crônica e te acompanha não só em eventualidades específicas, mas sim ao longo do tempo. Por isso que normalmente as pessoas com menor tolerância a estresse e frustrações, mais sensíveis, perfeccionistas e controladoras, podem apresentar um quadro de SII.

Se aplica a momentos constantes como enfrentar problemas no trabalho há bastante tempo. Sintomas assim não são associados ao evento, pois são mais constantes.

Quais os sintomas da SII?

Os sintomas da síndrome do intestino irritável geralmente incluem:

  • Cólicas
  • Dores abdominais e intestinais
  • Inchaço e gases
  • Prisão de ventre
  • Diarreia
  • Sensação de dor ao comer ou não: na síndrome do intestino irritável, você pode ter variação de intestino preso para intestino solto, inclusive de jejum, o que aumenta ainda mais as dores, pois as contrações do intestino são maiores. Diferentemente da intolerância à lactose.
  • Reação aos alimentos fermentados. Exemplo: brócolis, couve-flor, grão de bico, feijão, batata-doce são alimentos que estufam o intestino e causa sensibilidade, por isso causa dores intestinais – eles são conhecidos como FODMAPs e você pode ler um pouco mais sobre eles clicando aqui.

Você conhece a síndrome do intestino irritável?

Os sintomas da SII nem sempre são persistentes. Eles podem ser amenizados quando o indivíduo passa por uma situações menos estressantes, mais relaxadas e que tragam sensação de bem-estar, como período de férias. Nesses momentos é comum que a pessoa consuma todo o tipo de alimento sem apresentar nenhum tipo de sintoma!

No entanto, algumas pessoas apresentam sintomas contínuos.

Como sei se é SII ou outra coisa?

Lembrando que é possível ter síndrome do intestino irritável, má digestão e intolerância à lactose ao mesmo tempo. As três situações podem coexistir. Vale lembrar que à má-digestão não é um padrão ligado ao emocional e sim um quadro ligado ao metabolismo. Veja esse post sobre.

A principal diferença entre esses três casos (SII, má digestão e IL) é que na SII a pessoa reage fisicamente a um aspecto emocional, ou seja, tem maior sensibilidade.

Inclusive, foram realizados estudos para comprovar que pessoas com SII, ao passarem por pequenas situações de estresse, como por exemplo por as mãos na água gelada, reagiram de forma bem mais intensa.

Não que a SII seja a causa, mas o padrão de reação daquele indivíduo foi mais intenso e sensível.

Por isso que sempre falo que precisamos olhar para nossa saúde e corpo de maneira integrativa e holística: tudo o que fazemos, pensamos, comemos e sentimos, afeta tudo.

Cada um reage de uma forma a uma determinada situação, tem contextos de vida diferentes e histórias diferentes. Tudo isso reflete em nosso corpo, saúde e bem-estar. Procurar maneiras de se conhecer é o primeiro passo para a cura ❤️.

Sobre o assunto, indico esse episódio do meu podcast Bocadinho, clique abaixo para ouvir no Spotify.

Me conta aqui nos comentários qual sua experiência com a SII!!

Um beijinho.

 

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas de formação. Faz 7 anos que venho mudando meu estilo de vida para ter mais saúde e bem estar e divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

2 comentários em “Síndrome do intestino irritável – SII – o que é, quais os sintomas?

  • 17 de julho de 2019 at 22:28
    Maricelia Tardivo Soares

    Tenho SII a mais ou menos 15 anos.
    Hoje lendo nesse site, sobre intolerância a lactose que descobri que lactose é o açúcar do leite KKK. Ilário isso. Tem razão Flávia, tudo a ver com o emocional. Eu descobri que tenho Transtorno Bipolar porque o stresses estourou no intestino. Desde então, tem sido muito difícil, a minha alimentação. Parece que tudo que como faz mal. Difícil é descobrir o que faz bem…
    No entanto, ainda há muito o que se descobrir sobre a SII. Porque que certos alimentos fazem tanto mal. Não pode ser só psicológico.
    Agradeço muito…meu filho me passou seu site…foi muito esclarecedor para mim.
    Sim…vc fez muito bem em voltar ao assunto da lactose. Como eu desconhecia que torrada tem lactose e que lactose é o açúcar do leite 😁 outras pessoas também podem ter sido abençoadas.
    É muito difícil, as pessoas não entendem porque vc não come e não acreditam que a gente passa tão mal.
    Muitíssimo obrigada.

    Reply
  • 17 de julho de 2019 at 2:57
    Maria Aparecida Caetano de Morais

    Passei 4 anos sofrendo com esses sintomas. Agora com cuidados com alimentação q contêm glúten e lactose me ajudaram muito porém tbm associada a terapia.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *