Xilitol é bom mesmo?

Ele está super na moda, mas será que xilitol é bom mesmo?

Cada vez mais eu tenho recebido perguntas nas minhas receitas de “posso substituir por xilitol?”

Estava achando OK até começarem a querer colocar xilitol pra alimentar Kefir ou no fermento para pré-fermentação em pães. Aí vi que o negócio parece estar saindo de controle 🙈.

Eu não vou falar aqui dos ‘benefícios’ do xilitol porque tá cheio de post e site fazendo isso. Eu vou falar sobre o outro lado do xilitol que quase não vejo as pessoas falarem e que eu acho importante informar! ☺️

  • O que é?

O xilitol é um poliol, um tipo de açúcar. Também é poliol o eritritol, manitol e sorbitol.

Ele não é digerido completamente no estômago e por isso sofre fermentação no intestino. Por ele não ser digerido no estômago, ele não dá picos de glicose no sangue e por isso tem um índice glicêmico menor que outros açúcares.

Vários artigos por aí trazem esse fato como um dos benefícios do consumo do xilitol e as pessoas acabam achando que por ter índice glicêmico baixo está liberado, não faz mal e pode comer à vontade.

Índice glicêmico (IG) não salva vidas, não é milagroso e nem de longe deve ser o único fator para que você faça suas escolhas alimentares.

Existem vários alimentos super nutritivos que tem índice glicêmico intermediário e até mais alto, enquanto alimentos pobres em nutrientes podem ter índice glicêmico baixo. Uma breve comparação para você entender como IG não quer dizer muito, a coca-cola tem índice glicêmico menor que a batata doce. Isso quer dizer que a coca-cola é melhor? CLARO QUE NÃO!

Quando falo sobre açúcar nos meus cursos presenciais e no meu programa online lembro que não existe solução milagrosa!!

Pare de se enganar achando que o bolinho, brownie, cafezinho, brigadeiro, leite condensado ou sei lá mais o que, adoçado com xilitol está liberado. NÃO ESTÁ! Sabe porque?

  • Se seu objetivo é comer mais saudável e diminuir o açúcar, não adianta mudar o tipo!

Se você quer diminuir açúcar você deve mudar seu paladar. Não adianta permanecer comendo doces sempre. Qualquer tipo de açúcar vai trazer a mesma resposta no seu metabolismo e fazer você ter cada vez mais vontade de comer doce.

  • Xilitol não é natural.

Ele é fabricado por indústria e passa por processos químicos até ficar aquele granulado branquinho que você compra a um preço alto. Ah, boa parte dele é subproduto do milho – alô você que foge de transgênico e consome xilitol 🙄.
Além disso, é um produto novo e nós não sabemos o que o consumo em grandes quantidades vai acarretar. Lembre-se que aspartame, sucralose e sacarina quando surgiram eram inofensivos e hoje temos estudos grandes relacionando eles com obesidade (veja referência no fim do post).

  • Pode causar indigestão, gases e diarréia.

Pelo fato dele não ser digerido e promover fermentação, muitas pessoas não se sentem bem ao consumir. Sintomas como estufamento, cólicas, diarreia, gases e constipação são comuns.
Claro que isso varia de pessoa para pessoa, mas se você tem intestino sensível ou disbiose (que a maioria das pessoas tem) o consumo FREQUENTE e/ou EXCESSIVO vai trazer sintomas desagradáveis.

Se você tem intolerância à lactose, doença celíaca, síndrome do intestino irritável, fique de olho no consumo! Alimentos que causam irritação no intestino afetam o equilíbrio da sua microbiota, aumentam a permeabilidade intestinal e podem diminuir a imunidade.

Aí você pode estar se perguntando: “Flavia, então você é contra o xilitol?”

Não, amigo! Eu sou contra o uso indiscriminado dele. A minha opinião para QUALQUER alimento é: saiba dosar e varie as opções!!!

Melhor que comer um doce por dia com xilitol é dividir com as pessoas que você gosta um doce com açúcar mascavo/melado/demerara eventualmente! ✌🏼❤️

Referências:

Substitutos ao açúcar ligados a obesidade

Tabela de valores de Índice Glicêmico e Carga Glicêmica

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas de formação. Faz 7 anos que venho mudando meu estilo de vida para ter mais saúde e bem estar e divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

8 comentários em “Xilitol é bom mesmo?

  • 6 de setembro de 2017 at 10:51
    Monique

    Muito interessante esse post, principalmente porque as informações sobre o xilitol estão bem polarizadas, só se fala sobre os benefícios. É interessante ter um contraponto para que possamos tomar decisões ponderadas. Como praticamente tudo nessa vida, com a alimentação o “justo meio” parece ser mesmo o melhor caminho: nem tão ao céu, nem tão ao mar. Obrigada por compartilhar essas informações, Flávia. Abraços

    Reply
  • 6 de setembro de 2017 at 11:33
    Roseane

    Flávia,
    Muito boa essa leitura..
    Realmente vc disse muitas verdades (é de chocar)…estava pensando esses dias no meu querido cuscuz (que tive que diminuir muuuito o consumo, porque meu teste acusou resistência – e eu ainda compro de vez em quando os flocos de milhos que estão na embalagem lá o símbolo de transgênico), e agora sabendo que esses açúcares são subprodutos do milho..
    Não sou muito fã de doces, mas claro, pensei no Eritritol como uma opção quando for fazer algum bolo ou doce.
    Eu normalmente já não gosto de substância adoçante que não seja rapadura, açúcar demerara, mascava ou mel (nunca experimentei o agave), mas quis optar por experimentar esse.
    Acho que é isso, tentar tornar o hábito alimentar com eles como eventuais.
    Obrigada pela informação.
    Beijinhos.

    Reply
  • 8 de setembro de 2017 at 6:50
    Ale Regina Falange

    Como é bom ter opiniões como essas, sem modismo, sem exageros ou radicalismo. Também prefiro diminuir e substituir por algo mais natural à apelar para substâncias que a natureza não nos ofereceu em nenhum momento. 👏🏻👏🏻👏🏻

    Reply
  • 21 de fevereiro de 2018 at 15:15
    Fernanda

    Era essa a minha dúvida quando falam que xilitol é natural por que é encontrado em fibras, plantas etc. Até aí o açúcar tbém é, não vem da cana? Obrigada pelo post!

    Reply
  • 30 de março de 2018 at 18:59
    Luiz Renato

    Parabéns pelo post , muito esclarecedor .

    Reply
  • 3 de abril de 2018 at 19:54
    Lucilene

    Oi, só por definição, o xilitol não é um tipo de açúcar. É álcool de açúcar. No mais, concordo contigo que há de se ter cuidado com exageros. 🙂 Nem água em excesso faz bem, né?

    Reply
  • 25 de junho de 2018 at 11:18

    Adorei as dicas, parabéns!

    Reply
  • 16 de julho de 2018 at 12:28
    kesia guimaraes

    Fui comer um um pudim que foi adoçado com xilitol,pra quê fui fazer isso?! Minha barriga ficou do tamanho da de uma mulher grávida de 9 meses,passei mal de verdade,as minhas costelas ficaram doendo de tanto que inchou,tenho intolerância a lactose,nunca imaginei que o xilitol iria me fazer tanto mal,fica de alerta para as pessoas intolerantes.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *