Panetone vegano sem glúten

Panetone vegano sem glúten

Oii meus amores!!!!

Esse é provavelmente o último post do blog em 2015, por isso é especial e tem receita nova, deliciosa, surpreendente e incrível: panetone vegano sem glúten!

Antes de passar a receita quero aproveitar o clima de fim de ano e agradecer MUITO vocês todos que fizeram parte do meu ano. Aconteceu tanta coisa boa esse ano gente!!!!


Em 2015 eu decidi que ia sair pelo Brasil para conhecer vocês pessoalmente e trocarmos conhecimentos e histórias. Foi assim que tive mais de 350 alunos presenciais, mais de 5 mil no curso online, 9 cidades, 55 vôos (sim, eu contei kkkk) e muito, muito aprendizado.

Esse ano ainda lancei minhas apostilas online (clique aqui para comprar!) e fiquei impressionada com o carinho de vocês e sucesso que elas estão fazendo. Às vezes a ficha nem cai, sabem? O retorno, a procura, as mensagens, são tantas que por vezes acho até que não vou dar conta de responder tudo a tempo. MUITO OBRIGADA GENTE, de coração!!!!!

Jamais imaginei que teria um ano tão intenso, transformador e incrível! Vocês não fazem ideia como estou feliz, realizada e super animada para o próximo ano.

Eu já comentei aqui que estou cursando Nutrição Integrativa para me tornar Health Coach, e isso tem feito toda a diferença no meu trabalho. Cada dia mais vou poder nos ajudar e passar conhecimento para buscarmos juntos qualidade de vida e saúde 🙂

Mas, chega de falar, vamos logo ver essa receita DIVINA que desenvolvi, e que, desculpem pela falta de modéstia, mas é o melhor panetone que já criei!

panetone-vegano-sem-gluten

Ensinei ela ontem em uma aula-show que dei no Estudio Bom Gourmet no Shopping Pátio Batel! O pessoal adorou 🙂

Procurando presente? Clique e conheça meus e-books com receitas exclusivas! Opções a partir de R$19,90

Panetone vegano sem glúten

Rende 1 grande e 2 pequenos ou 7 pequenos

panetone_vegano_semgluten

Ingredientes:

160ml (2/3 xic) de água

12g de fermento biológico seco

1 colher de sopa de açúcar mascavo ou demerara

250 ml de suco de abobrinha com laranja – bata 150g de abobrinha com 200 ml de suco de laranja

3 colheres de sopa de essência de panetone

1 xícara de açúcar mascavo

2 colheres de sopa de psyllium misturadas em 80 ml (1/3 xic) de água

1 xícara de fécula de batata ou amido de milho

1/2 xícara de polvilho doce

1 xícara de farinha de grão de bico

1/2 xícara de farinha de amêndoas ou outra oleaginosa

1 colher de chá de goma xantana

2 colheres de sopa de vinagre de maçã

2 colheres de sopa de óleo de coco

150g de chocolate sem leite (minimo 50% cacau) ou frutas secas – eu adoro colocar tâmaras, cranberry e uva-passa

50g de amêndoas laminadas ou nozes picadas

**Para substituições leia abaixo**

Modo de fazer:

Primeiro vamos fazer a pré-fermentação. Aqueça os 160ml de água por 25 segundos no microondas. Caso não utilize mircoondas aqueça a água até atingir 37 graus.

Misture o fermento biológico seco e 1 colher de sopa de açúcar mascavo ou demerara e deixe descansando por uns 10-15 minutos para o fermento começar a agir. Vai formar uma espécie de esponja.

Enquanto isso hidrate o psyllium em 80 ml de água e deixe descansar por uns 5 minutos.

Misture as farinhas e goma xantana em uma tigela e reserve. Eu não costumo usar muito a goma xantana em receitas, mas nessa em específico eu gostei do resultado, ela auxilia a reter a umidade da massa e mantém ela macia por mais tempo.

Na batedeira, bata o açúcar mascavo, o suco de abobrinha com laranja, a essência de panetone e o psyllium, até se combinarem. Adicione o fermento, que deverá ter reagido.

Com a batedeira ligada, vá adicionando aos poucos o mix de farinhas. Quando a massa estiver homogênea adicione o vinagre de maçã e depois o óleo de coco. Deixe bater para que os dois se misturem.

Por fim adicione o chocolate picado, ou frutas secas e as oleaginosas e misture com uma espátula.

Despeje a massa nas formas de panetone e deixe descansar e crescer por uns 20 minutos.

Aqueça o forno em fogo alto. Você deverá assar a massa nos primeiros 5 minutos em temperatura alta (no meu forno é 280 graus), depois diminua para 180 graus e asse por mais 30-50 minutos, depende do forno e do tamanho do panetone.

Deixe esfriar em grade.

**Substituições**

– O psyllium pode ser substituído por 2 colheres de sopa de gel de chia ou linhaça (misture 1 colher de sopa da farinha de chia/linhaça com 2 de água e espere formar um gel). Mas, se quer meu conselho, dê preferência ao psyllium.

– A farinha de grão de bico pode ser substituída pela de arroz, quinoa ou amaranto MAS eu recomendo não substituir.

– Pode usar outro óleo como de girassol ou a manteiga ghee (neste caso, não será vegano)

– Pode trocar o mascavo por demerara ou de coco. Não cozinho com adoçantes artificiais, portanto não sei qual será o resultado.

– Não substitua o suco de abobrinha com laranja, o resultado vai ficar diferente.

Como disse, de todas as receitas que já fiz de panetone essa foi a que mais gostei da textura e sabor.

Ele fica super macio!!!

Como massas sem glúten perdem umidade mais rápido, com o passar dos dias ele vai ressecando e ficando menos macio. Basta aquecer um pouquinho que ele volta a ficar macio – isso se ele sobreviver vários dias né kkkkk

Espero que gostem queridos!

Se você não me acompanha ainda nas redes sociais corre lá que tenho postado muita coisa: Youtube, Facebook, Instagram e no Snapchat me procure por lactosenao.

Um beijo e FELIZ NATAL!

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas pela UFPR. Há mais de 7 anos venho mudando meu estilo de vida e alimentação para ter mais saúde e bem estar. Divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

32 comentários em “Panetone vegano sem glúten

  • 11 de outubro de 2019 at 14:43
    Pamella Cavalcanti

    Olá, posso substituir a farinha de grão de bico por farinha de aveia? E posso dobrar a receita e fazer em formato de bolo?

    Reply
    • 15 de outubro de 2019 at 7:51

      Oi, Pamella! Vai mudar a consistência da receita pq a farinha de aveia é mais fibrosa que a de grão de bico.
      Tente usar a de arroz (tb vai mudar, mas menos).
      bjs

  • 6 de dezembro de 2018 at 19:24
    VERONICA CRISTINA DE OLIVEIRA

    Ah só acrescentando.. fiz a mão a massa rsrs..

    Reply
  • 6 de dezembro de 2018 at 19:23
    VERONICA CRISTINA DE OLIVEIRA

    Olá! Fiz hj o panetone ficou maravilhoso!! Parabéns! A única coisa que nao me agradou muito foi o azedinho do gosto da laranja, pode usar água no lugar do suco de laranja?

    Reply
    • 19 de dezembro de 2018 at 14:56

      Oi Veronica! Pode usar sim, mas vai ficar com menos gosto de panetone.

  • 1 de dezembro de 2018 at 10:02
    VERONICA CRISTINA DE OLIVEIRA

    Ola Flávia! Pode ser batido a mão ao invés da batedeira?

    Reply
    • 19 de dezembro de 2018 at 15:03

      Oi Veronica! Pode, mas dá mais trabalho.

  • 30 de novembro de 2018 at 20:44
    Rose Saltori

    Oi Flávia…pelo que entendi não precisa coar o suco neh ? Bjs

    Reply
  • 16 de novembro de 2017 at 11:00
    Juliana

    Olá, no suco de abobrinha vai com casca, semente e tudo ?

    Reply
    • 16 de novembro de 2017 at 16:08

      Oi, Juliana!
      Isso, com tudo!

  • 26 de outubro de 2017 at 17:19
    Yasmin

    Fiz e segui a receita estritamente. Ficou ótimo! Sabor delicioso e bem fofinho.

    Reply
  • 23 de julho de 2017 at 17:07
    Ana

    Olá, a água para hidratar o psyllium deve ser morna ou fria mesmo? e a água para misturar com o fermento, aquecida a 37 graus, é a mesma temperatura de “quando o dedo aguenta confortável”? rs Não tenho termometro (serve termometro comum?). Grata!

    Reply
    • 26 de julho de 2017 at 12:52

      Oi Ana!
      Para o psyllium é água normal.
      Para o fermento, a água deve ser tolerável ao toque. Bjs

  • 27 de dezembro de 2016 at 9:40
    Fernanda albuquerque

    Olá Flavia, gostaria de uma ajuda. Fiz o panetone e na hora de misturar o psyllium na massa ele não ficou totalmente homogêneo, ficou uns granulados no meio da massa. E a farinha de amendoas eu fiz com a própria amêndoa crua. Os panetones cresceram lindos, porém, ficou mais de 1 hr no forno e mesmo assim no meio ficou como se estivesse cru, empatumado. Será que pode ter isso esses fatores que deixou ele assim???

    Reply
    • 28 de dezembro de 2016 at 10:39

      Oi Fernanda! Você usou psyllium em pó ou em flocos?
      A textura grudenta provavelmente é da goma xantana, que você deve ter batido a massa bastante, e quanto mais bate-se a goma xantana mais grudenta ela fica.

  • 26 de dezembro de 2016 at 20:00
    Fernanda albuquerque

    Olá Flavia, fiz o panetone. Ele ficou mais de 1 hora no forno (250g, aqui é o maximo), e ainda ficou meio cru.
    Na hora que coloquei o psylliun na batedeira, ele não misturou totalmente, ficou uns granulados. Na massa.
    E também, não tinha a farinha de amendoas aqui, triture a amendoas (cru), e peguei a medida que diz a receita.
    Será que pode ser isso que deixou ele meio embatumado??
    Desde já, obrigada!!

    Reply
  • 6 de dezembro de 2016 at 22:20
    Ana Carolina Diniz

    O que seria esfriar em grade?
    O meu saiu do forno e murchou.

    Reply
    • 12 de dezembro de 2016 at 17:10

      Oi Ana! Esfriar em grande é tirar do forno e deixá-lo sob grade de metal para que o ar passe pelo fundo da forma e ele não fique abafado ou úmido.

  • 30 de novembro de 2016 at 16:42
    Silvana Braggio

    Flávia, quanto tempo dura esse panetone em temperatura ambiente? Posso congelar pronto? Quero fazer em grande quantidade mas não quero que estraguem! Obrigada e parabéns pelo blog! <3

    Reply
    • 30 de novembro de 2016 at 17:02

      Oi Silvana!
      Depende das condições de temperatura, umidade etc.
      O ideal é armazenar ao abrigo de luz e calor excessivos e consumir em no máximo 5 dias.
      Pode congelar sim.

  • 24 de novembro de 2016 at 21:43
    Jéssica Caroline Stange Manéa

    Oie Flávia! Me bateu uma dúvida, no texto antes dos ingredientes você menciona que utilizou psyluim e biomassa de banana verde para enriquecer a receita com fibras, mas nem nos ingredientes e nem nas instruções de preparou você cita a biomassa de banana verde. Me confundi. quero muito testar essa receita. aguardo tua resposta pra por a mão na massa! beijos

    Reply
  • 12 de novembro de 2016 at 16:57
    Jéssica Caires

    Flavia, qual a função do suco de abobrinha com laranja na receita?

    Reply
  • 1 de novembro de 2016 at 10:44
    Gabi

    A massa fica molhadinha?

    Reply
  • 28 de dezembro de 2015 at 10:25
    priscila duque

    Oi Flavia!! Passando para te agradecer por essa receita, eu fiz e ficou uma delicia.bjs

    Reply
  • 22 de dezembro de 2015 at 14:50
    Jéssica

    O meu não deu certo! Ficou emborrachado! E não substituí nenhum ingrediente! Fiquei chateada! Mas hoje eu vou tentar de novo e depois conto o resultado!

    Reply
    • 28 de dezembro de 2015 at 10:45

      Oi Jéssica!
      As vezes não ficou tempo suficiente no forno.
      Fez de novo?
      bjs

  • 20 de dezembro de 2015 at 11:59
    Mara

    Essa abobrinha é aquela verde? Ou a moranga?

    Reply
    • 20 de dezembro de 2015 at 18:16

      Oi Mara!
      Abobrinha (verde) é diferente de abobora (cabotia, moranga, etc)!!!!
      bjs

  • 19 de dezembro de 2015 at 20:45
    Tatty Pina

    Oie!Muito obrigada pela receita de panetone!Só uma dúvida, na hora de despejar nas formas de panetone, é que está a minha dúvida, até onde? Até o meio ,deixa só dois dedos da borda?

    Reply
    • 20 de dezembro de 2015 at 18:19

      Oi Tatty!
      Não, encha entre 1/2 e 2/3 da forma.
      bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Politica de Cancelamento para Cursos Online - Flavia Machioni Consultoria em Alimentação Saudavel Eireli (CNPJ: 19.521.725/0001-53)

l