Maquiagem, beleza e alimentação

Oii amigas maravilhosas!!! Hoje quero conversar com vocês sobre maquiagem, beleza e alimentação.

Faz alguns anos que tenho trocado alguns produtos cosméticos do meu dia-dia por opções orgânicas, sem parabenos, silicone, e ingredientes naturais, tipo os que temos na nossa cozinha.

Quem já foi em algum dos meus cursos sabe que gosto muito de usar a comida e seus nutrientes para otimizar o que somos e alcançarmos o que queremos ser, então sempre estou buscando mais conhecimentos e estudando mais sobre alimentação, beleza, saúde e bem-estar.

Nossa pele é o maior dos nossos órgãos, sabia? Tudo o que passamos nela é absorvido e metabolizado pelo nosso organismo. Por isso, é um caminho natural que se você está começando a cuidar melhor do que coloca no seu prato, também vai começar a se interessar no que você coloca na sua pele.

A esmagadora maioria dos cosméticos tradicionais que compramos por aí estão cheios de substâncias que alteram o funcionamento do sistema endócrino (alteram a produção e excreção de hormônios), derivados do petróleo e contaminantes como alumínio, chumbo e fluor, sabia?

A pele nos diz muito sobre como estamos no interior. Perceba que quando você come algo diferente podem aparecer espinhas. Ou como ela fica mais oleosa ou seca dependendo do que você tem feito ou comido. Em momentos de stress, quantas pessoas não ficam com brotoejas e alergias mais afloradas?

Eu, por exemplo, qualquer contaminação que eu tenha, aparecem espinhas e minha dermatite volta em poucas horas.

Na minha última viagem a Nova York, fim de maio, comprei um livro chamado Eat Pretty – nutrition for beauty inside and out, que traduzo livremente para: Coma bonito – nutrição para beleza dentro e fora.

Além dos conhecimentos ótimos que passa sobre alimentos, digestão, etc, a autora logo no início fala que

beleza real é aceitação,

e isso fez um boom na minha cabeça e comecei a questionar várias coisas.

Na realidade, o questionamento começou quando uma das minhas melhores amigas falou que me achava super bonita sem maquiagem e disse que seria legal se eu falasse sobre isso por aqui e nas redes sociais, que assim eu poderia ajudar a desmistificar um pouco essa ideia que nós temos tão dentro de nós de ficarmos tentando nos encaixar em padrões. E eu fiquei refletindo.

Conversei com algumas de vocês no Snapchat e no Instagram e vi que muitas de nós temos vergonha e até um certo medo de sair sem maquiagem. Muitas, saem sem maquiagem, mas só porque fizeram tratamentos com laser, ácidos, peelings agressivos, preenchimentos, botox e vários outros procedimentos estéticos nada naturais.

Entenda, não estou criticando quem faz esses procedimentos, acho eles válidos se a pessoa realmente vai se sentir melhor e mais confiante com eles. Fora que em alguns momentos eles são recomendados. Mas, fazer por fazer, porque você está na idade y, porque alguém disse que você devia, acho uma bobagem.

Você só se sentirá bonita e feliz por fora se estiver bonita e feliz por dentro. Simples assim.

Eu tenho refletido o que usar maquiagem significa para mim e tenho ficado no dia-dia sem. Faço meus vídeos diários lá no Instagram e Snapchat com a cara lavada e tem sido libertador – e assustador ao mesmo tempo. Inclusive postei essas duas fotos no Instagram, esses dias.

A post shared by Flavia Machioni (@lactosenao) on


Os primeiros dias eu me achei muito esquisita e feia. Ainda estou em processo, mas está mais tranquilo. Já fui a compromissos sem maquiagem, saí jantar com o namos sem maquiagem, tem sido bem legal. Mais legal porque tenho me sentido mais confiante, mais feliz por ver minha pele respirando e sendo ela, meus cílios sem rímel e tudo mais.

É, está bem legal.

Claro, ainda uso maquiagem e gosto de como fico com ela. Meus cílios clarinhos e minhas olheiras ficam menos evidentes e eu gosto também. Mas estou trabalhando para que não seja uma obrigação ficar com maquiagem, que não seja algo imposto, mesmo que inconscientemente. Essa experiência faz parte de um processo.

Toda mudança é um processo e começa devagar, vai crescendo e eventualmente está bem formada. A minha mudança começou com a alimentação, com o interesse em entender meus problemas de saúde e querer melhorar eles. Isso tudo fez eu estar aonde estou hoje.

O legal dessa experiência é dar tempo para sua pele respirar e ser como ela é. Tudo o que acontece em nosso corpo está conectado, tudinho! Quanto mais estamos atentas, mais nós percebemos.

Como disse, faz uns anos que tenho trocado meus cosméticos por opções mais naturais. Ainda não sou 100% natureba nesse quesito, mas já estou bem melhor. Meu próximo post será mostrando quais produtos e marcas que uso e já experimentei e também com algumas receitas caseiras que adoro 🙂

Conta para mim aqui como é sua relação com tudo isso! Adoro quando vocês participam ❤️.

Um beijinho!

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Oiii, eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Aqui, divido minhas invenções na cozinha, dicas de viagem, mostro meu estilo de vida e passo um pouquinho do que tenho aprendido desde que descobri ter alergias alimentares ao glúten e leite :)

5 comentários em “Maquiagem, beleza e alimentação

  • 28 de junho de 2017 at 11:34
    Eleika

    Oi Flavia! Adorei a matéria! Tenho 36 anos e sempre me achei um peixinho fora d’água por não usar maquiagem diariamente, de verdade eu não consigo levantar cedo e me maquiar, sempre trabalhei de cara lavada rsrsrs…por algumas vezes tentei me maquiar, achei que melhorou minha auto estima, todos notaram a diferença, mas não consigo deixar como rotina. Acho muito legal quem faz uso diário e tal, mas eu só uso quando saio mesmo. Vou acompanhar próximo post, quero saber quais os produtos que você indica 😉 Bjs.

    Reply
  • 28 de junho de 2017 at 19:14
    Carolina

    Olá Flavia, tudo bem! Gostei muito da matéria, parabéns ☺️
    Descobri minhas intolerâncias alimentares há mais ou menos 2 anos e, desde então tenho acompanhado a tua tragetoria. Hoje em dia minha pele fica péssima rapidamente depois de alguma contaminação, nem sempre consigo comer minha própria comida e preciso improvisar na rua. Antes de descobrir que era celíaca eu já havia desenvolvido melasma e fiz alguns peeligns químicos, usei clareadores, mas não melhorou nada. Há alguns meses descobri uma linha de cosméticos americanos, livres de parabenos e cheios de substâncias extraídas de frutas, além de fatores de crescimento humanos e vi uma melhora muito significativa em 14 dias.
    Gostaria de saber a tua opinião a respeito deles, se for possível. É a linha Luminesse da empresa Jeunesse https://www.youtube.com/watch?v=yx_jkSBzBqI&feature=share

    Reply
  • 29 de junho de 2017 at 17:58
    Heloisa

    To adorando essa conversa e já estou ansiosa pelos próximos posts, Flávia!! Acabei de completar 20 anos e dos 15 até pelo menos os 17 me via obrigada a sair de maquiagem porque sem ela não me reconhecia; brincava que sem rímel não enxergava 🤔.. Foi só quando acabei o ensino médio (quando não precisava mais estar “arrumada todos os dias” 😱 que pensamentinho..) que me libertei de base ou bbcream + rímel todo santo dia. Minha pele é oleosa e facilmente junta cravinhos com os quais luto demais, mas depois dessa libertação melhorou tanto que me pego pensando porque não me aceitei antes! Como você disse, amo como me sinto quando estou maquiada, como destaco os pontos que mais gosto em mim, mas também amo (hoje em dia) quando não estou maquiada, como me sinto bem e como deixei de me importar com comentários que insistem em dizer que eu deveria ser mais vaidosa. Acho mais importante EU me amar, maquiada ou não, do que esperar que alguém me note somente pelo rosto pintado, somos todas mais que isso ❤❤❤
    Quero saber seus truques, beijoo!

    Reply
  • 26 de julho de 2017 at 10:17
    Renata Souza

    Amei sua matéria! Acabei de descobrir que tenho intolerância, desenvolvida após uma bariátrica… Mas tudo bem, vamos nos adaptando!
    Seu texto me fez refletir, e ainda não sei viver sem maquiagem, nem que seja algo bem leve, mas pelo menos para dar uma atenuada nas manchas.
    Sua pele é linnnnnnnnda!

    Reply
  • 18 de agosto de 2017 at 14:35

    Flávia, excelente! Amei! Tenho 39 anos e sempre fui adepta do visual cara limpa. Não me maquio e já recebi críticas por conta disso, comentários do tipo “podia passar ao menos um batonzinho”. Impressionante como as pessoas ficam escravas de padrões e cegas por eles, não admitindo que eu não goste de maquiagem, não permitindo a diversidade. Minha sorte é que, como boa aquariana que sou, nunca liguei para o que os outros pensam. Estou nesse processo de trocar todos os cosméticos (já comecei com o shampoo) por versões naturais, de marcas que não testem em animais e nem contenham derivados de origem animal e substâncias prejudiciais à saúde. Então, vou adorar as tuas dicas sobre marcas e receitas caseiras para a pele e a beleza. Aguardando ansiosamente! Sigo teu blog há um tempão, assino a news letter e sou muito fã. Ah, e você é linda, viu! Mais linda ainda de cara limpa! Beijos!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *