Alimentos contra cândida/síndrome fúngica

Sabe quais alimentos contra cândida/síndrome fúngica você pode incluir hoje mesmo na sua alimentação?

Texto da nutricionista Pri Riciardi  CRN 89694- nutripri_riciardi

Tratar a cândida demanda tanto a retirada do que faz mal, mas também a inclusão do que dá suporte para o corpo se recuperar e trata os desequilíbrios.

Já falamos no post anterior o que deve ser evitado e hoje vamos falar o que incluir.

Muitos dos desequilíbrios intestinais começam na digestão. Como já falamos que a candida é um desequilíbrio intestinal também temos esse foco no tratamento. Garantir uma boa digestão é essencial. Veja alguns alimentos:

  • Limão espremido logo antes da refeição
  • chá de gengibre ou alecrim bem concentrado logo antes ou depois (50ml)
  • Uso de enzimas digestivas, misturas adequadas, refeições sem excessos e devidamente aquecidas

O segundo passo é a inclusão dos alimentos antifúngicos. Eles vão ajudar bastante, mas na maioria dos casos também é necessário a inclusão de suplementos antifúngicos:

candidíase

Leite de semente de abóbora (photo do perfil @_melskitchen_)

  • Óleo de coco – em doses terapêuticos (1-3col chá/dia)
  • orégano e óleo essencial de orégano
  • alho
  • cravo (na forma de chá ou pó)
  • cúrcuma ( fresca ou em pó)
  • pólen
  • sálvia (também ajuda por controlar o estrógeno)
  • gengibre
  • semente de abóbora (priorize as sementes às castanhas de forma geral)
  • canela
  • Suplementos como ácido caprílico, pau d`arco,  berberina, óleo de alho ou orégano, unha de gato dentre outros

 

Essa é uma receita que comentei lá no meu insta (@nutripririciardi). É um leite de semente de abóbora com várias especiarias antifúngicas. Uma mistura perfeita anticandida. Mas nesse caso o ideal é não adoçar ou no máximo usar uma porção pequena 20g) de chocolate 70%. Minha sugestão de mistura:

Leite vegetal anti candida

-200ml de leite de semente de abóbora (precisa ser a sem casca. Use 1/2 xic para 2 xic de água)

-1 col café de canela em pó + 1 col café de gengibre em pó + 1/2 col café de cravo em pó + opcional (cardamomo, cúrcuma)

-1 col chá de óleo de coco

-uma pitada de sal + xylitol ou 20g de chocolate 70% ou mais ou 1 col sobremesa de alfarroba

 

O terceiro passo é melhorar a imunidade e garantir um bom sistema de detoxificação. Quando matamos os fungos as toxinas deles ainda são liberadas, porém tudo de uma vez. Essa sobrecarga pode gerar piora momentânea dos sintomas e demanda de uma boa imunidade e capacidade de limpeza do organismo. Para isso inclua:

  • Spirulina ou chlorella
  • Muitos vegetais das brássicas (brócolis, couve, couve flor, repolho, acelga)
  • Alimentos ricos em fibras como a biomassa de banana verde, o psillium, chia
  • Gengibre, chá verde, própolis, cogumelos
  • ricos em vitamina C: acerola, caju, goiaba (cítricos devem ser analisados caso a caso)
  • Suplementos como NAC, molibdênio, selênio, silimarina, astragallus, glutamina, probióticos dentre outros

Muito se fala do kefir, e ele realmente tem ótimos benefícios. Porém, como o cultivo é bastante caseiro, não temos um bom controle microbiológico. Em um organismo sensível e mais debilitado como na candidíase meu protocolo é não utilizar o kefir e fazer o uso de outros probióticos com manipulação mais controlada.

Um quarto passo, geralmente envolvido, é modular o estresse com ervas adaptógenas, que reduzem os impactos do estresse no corpo, e também usar de estratégias para reduzir a vontade por doces.

A retirada do açúcar é necessária, mas como a dependência por ele geralmente está alta, o uso de fitoterápicos assim como a redução gradual ajudam. Fazer preparações de doces mais saudáveis com efeitos probióticos, como os de biomassa, com menor concentração de açúcar e mesmo com alimentos antifúngicos são boas opções.

E aí, acha que dá pra começar incluindo esses alimentos?

Quer mais receitas para auxiliar no tratamento? Clique aqui e compre o e-book Tchau Candi, com 18 receitas sem glúten, leite, açúcar e carboidratos refinados por apenas  R$24,90 – pagamento por boleto ou cartão de crédito.

Pri Riciardi – nutricionista funcional especializada em fitoterapia e grande estudiosa de tudo que envolve intestino 🙂

nutripririciardi.com

 

Sobre o Autor

Priscila Riciardi

Priscila Riciardi

Sou nutricionista por paixão! Acredito que a alimentação saudável é um caminho de auto conhecimento e não um monte de regras nutricionais. Para cada pessoa e momento de vida há um alimento e um estilo alimentar. Sempre que posso, adoro criar na cozinha e transformar conhecimento em sabor.

16 comentários em “Alimentos contra cândida/síndrome fúngica

  • 18 de novembro de 2019 at 21:10
    Sheila

    Oi, estou muito feliz com a Riqueza de informações, aqui relatadas, estou muito mal , dói muito na relação sexual, após a relação fico por dias toda purida, com corrimento, de mal humor! Vou acrescentar todas as dicas a minha vida, meu marido fica muito sentido acha que está me machucando, tem algo a acrescentar o me ajudar a respeito do sexo?

    Reply
    • 4 de dezembro de 2019 at 16:19

      Oi!! Acho importante você consultar ginecologista, querida.

  • 17 de outubro de 2019 at 22:37
    Carol

    Eu tava com cândida e comecei a tomar água de gengibre com limão por acaso, pq é termogenico e preciso emagrecer, depois de 2 dias a cândida sumiu totalmente, desconfiei que foi a água que estava tomando que mudou TUDOOO, pesquisei e está confirmado MEU DEUS NUNCA MAIS PARO DE TOMAR AGUA DE FENGIBRE COM LIMÃO ????

    Reply
  • 19 de maio de 2019 at 17:38
    Ozenice Cordeiro Torres Moreira

    Olá meu nome é Zeni, tenho fungo nas unhas dos pés ,já não sei mais o que usar.ja tirei leite glúten e doces,tive uma melhora mas voltou de novo agora no inverno piorou.

    Reply
  • 21 de abril de 2019 at 21:38
    Luciana

    Olá, por 8 anos lutei contra a candidíase! Mudei minha alimentação radicalmente e principalmente tive que restaurar meu psicológico abalado aumentando minha autoestima. Pesquisei bastante sobre a doença, pois chegou a um ponto que os ginecologistas e gastroenterologistas não estavam mais ajudando, na ocasião me indicaram uma nutricionista que foi fundamental no caminho da cura. Hoje estou curada, graça a Deus! Mas, sei que a mudança alimentar será pra vida toda. Enfim, muito feliz!!!

    Reply
    • 27 de maio de 2019 at 10:19
      Yasmin

      caramba, 8 anos!
      estou lutando faz 2 anos e sofro muito mesmo, a mudança alimentar foi radical mesmo?

  • 19 de fevereiro de 2019 at 17:27
    Kelly

    Estou a procura d uma solução para candidiase. 4 anos d luta. Mta ardência, coceira, corrimento. Já gastei tanto é nada d resolver. Sinto q está na alimentação. Tem coisas que como é pioro no mesmo instante. Mas fazer a dieta e mto difícil, apesar q n sou viciada em doces, mas aí vem carboidratos e várias outras coisas. A alimentação fica muito restrita. Difícil seguir. Preciso de dicas de lanches e etc.

    Reply
  • 5 de dezembro de 2018 at 13:17
    Tania

    Boa tarde, cheguei ao seu blog em uma pesquisa sobre cândida recorrente para minha sobrinha. Fiquei maravilhada com tanta riqueza de informações. E fui vendo minha vida passar diante de meus olhos com problemas de alimentação. Tenho intolerância a lactose é msm tirando o leite e derivados continuou o sofrimento. Mas sou “viciada nos açúcares” troco tudo por um docinho. Evito algumas frutas pq fico mais esfomeada e fico irritada e tenho enxaqueca…. etc etc. Resumindo acho q tenho esse problema da cândida no intestino. Vou procurar um profissional e mudar a alimentação. Obrigada por compartilhar. Já vou pedir o book.

    Reply
  • 19 de janeiro de 2018 at 17:50

    Tenho candídiase e é uma infestação de incomoda muito, e de difícil tratamento, obtive uma melhora com remédios naturais e mudança na alimentação, gostei dessa dicas vou acrescentar a minha dieta.

    Reply
  • 2 de outubro de 2017 at 18:17
    Lina

    Muito bom! ótimas dicas e bem organizado!
    Fiquei com duvida sobre as ervas adptogenas. Você indica alguma para esse caso específico? Ou alguma fonte segura onde posso consultar a respeito?
    Obrigada

    Reply
  • 3 de junho de 2017 at 14:33

    Excelente dicas sobre a candidíase, estava procurando maiores informações e foi aqui no seu blog que encontrei, muito obrigada pelas dicas, vou começar a colocar em prática para começar o meu tratamento.

    Reply
  • 27 de maio de 2017 at 14:36
    Robertha Alcyone de Menezes Papalardo

    Boa tarde, há 1 ano e 5 meses tenho cândida mensal, percebi q qdo como algum tipo de doce e bolo ,pão q tenha farinha de trigo ela aparece novamente.
    Minha ginecologista disse q estou com intolerância à carboidrato e lactose.
    Achei este blog e me identifiquei com tds os sintomas do artigo sobre cândida.
    Tirei o carboidrato e o leite, doce já não como há tempo.
    Tem hora q é difícil. Vou conseguir me curar dessa cândida .

    Reply
    • 21 de junho de 2017 at 9:54

      Olá Robertha, na verdade você tem bastante bactérias/fungos “do mal”no intestino e quando come esses alimentos eles são alimentados e aumentam os sintomas. A mudança na alimentação é super importante pra mudar isso!

  • 20 de maio de 2017 at 17:58
    Michele

    Neste caso é possível substituir o açúcar por xylitol ou mel ou algum outro adoçante nas receitas?

    Reply
    • 21 de junho de 2017 at 9:54

      No máximo o xylitol Michele, como medida provisória, hehehe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *