Dicas sem lactose na Europa – Giovanna Gehring

Oii gente!!

No A Lactose e Eu de hoje temos dicas sem lactose na Europa, pela Giovanna Gehring 🙂

Ela me enviou esse email há uns meses e eu achei super legal, então pedi autorização para dividir com vocês aqui no blog!!!

Para quem quiser mais dicas na Europa: eu já postei dicas da França neste post e neste, e temos vários endereços pela Europa no Atlas Lactose Não.

Vejam:

“Olá, Flavia! Tudo bem?

Primeiramente, gostaria de agradecer pelo seu site, foi minha principal fonte de informações desde que comecei a me aprofundar nesse tema. Já fazem muitos anos que sou intolerante, mas nesse último ano eu mudei para a categoria dos super intolerantes, nem traços de leite e nenhum medicamente com lactose consigo tomar sem ter aqueles péssimos sintomas.

E bem, no momento em que começamos a passar mal até com a mínima quantidade de lactose, bate o desespero e a busca de informação por todos os lados, afim de se evitar as consequências de comer algo com a dita.

Eu morei por alguns anos na Alemanha, quando minha intolerância ainda não era tão extrema, e encontrava absolutamente tudo sem lactose nos supermercados, desde muzzarella de bufala, a leite, creme de leite, chocolate etc. Aos poucos fui mudando a alimentação e eliminando o maximo possível de lactose. Quando retornei ao Brasil senti muita dificuldade de encontrar esses produtos e fui me largando, leite condensado em festa de crianças, iogurte.. e cheguei até mesmo a parar no hospital após comer brigadeiro.

Recentemente voltei a Europa e estou morando na Espanha, e aqui acabei fazendo novas descobertas que acho que não tinha visto/lido em nenhum local antes. Pois então, logo que cheguei me pus a comer presunto cru, chorizo, lomo e a passar mal. Logo percebi que todos eles, com exceção de alguns presuntos crus, possuem lactose E leite em pó. Depois foi o momento de compar a carne. Aqui na Espanha, pelo que me falaram, entrou recentemente uma lei onde eles precisam informar absolutamente tudo que colocam nas comidas e com destaque. Comecei a ver que todos os alimentos feitos com carne moida (hamburgues, almondega, a própria carne moida) levam um conservante que possui lactose! A única solução é pedir para moerem na hora a carne e mesmo assim passara pela maquina com traços. Fui em uma loja especializada em alimentos para quem possui alergias e me passaram uma lista de todos corantes e conservantes que possuiam lactose, fiquei espantada. Ademais, me confirmaram que vinhos, destilados e cervejas muitas vezes levam lactose na fermentação, e que como eles não são obrigados a informar nada no rótulo, não tem como saber essa informação sem ligar para a empresa.

Por outro lado, aqui também encontro leites vegetais dos mais variados tipos, de amendoas, aveia, arroz, coco, soja (e todos na opção com sabores também). Os valores são bem similares ao leite de vaca, bem ao contrario do que ocorre no Brasil. Iogurtes de aveia e soja são bem comuns também, assim como bolos, bolachas e chocolates. Até pastas tipo Nutella encontrei 100% vegana, com um sabor maravilhoso.

As capsulas de enzima lactase não são tão comuns aqui e custam caro, só existe uma marca, que é a Nutira, que possui capsulas de 4500 fcc e 9000 fcc, a mais forte custa quase 20,00 euros a caixa com 30. Mas, e também deixo essa dica (pois só vejo falar de coisas dos EUA) a Alemanha possui uma IMENSA variedade de marcas, potencias, quantidades, tipos de embalagem e com valores ótimos! Eu comprei uma caixa de LACTRASE 18000FCC (a dose mais forte), com 40 capsulas, por apenas 12 euros. Da mesma marca, por 24 euros, consegues caixa de 150 capsulas de 12000 fcc, mais forte do que as normais nos EUA e Brasil, de apenas 9000 fcc. Também existem outras potencias com caixinhas pequenas para levar na bolsa e etc. Se encontra em qualquer lugar, não é exclusividade da farmácia lá.

Eu, por medo, tenho usado sempre as de 18 000 fcc. Já comi massa com nata, doces com leite, sorvete, queijos e não tive nenhum sintoma. Seria uma boa dica para as pessoas que também viajam a Europa, o custo benefício é muito bom.

Por fim, queria te deixar também o link de um Blog espanhol que estou acompanhando e que possui muitas informações boas. Te mando com o link de um post onde eles comentam onde vai lactose e com qual finalidade ela é posta. Vale a pena a leitura. (http://libredelacteos.com/lacteos-lactosa/por-que-hay-tantos-alimentos-procesados-con-lactosa/)

Te agradeço novamente pelo blog, espero poder contribuir.

Atenciosamente,

Giovanna Gehring”

flaviamachioni_bannerwebtodasapostilas02

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas de formação. Faz 7 anos que venho mudando meu estilo de vida para ter mais saúde e bem estar e divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

5 comentários em “Dicas sem lactose na Europa – Giovanna Gehring

  • 19 de junho de 2015 at 10:14
    Suzane

    Olá Flávia!

    Muito boa sua publicação. Agora em Julho vou fazer uma viagem pela Europa ( Madrid, Londres e Paris), como descobri a pouco tempo sobre minha intolerância à lactose, To morrendo de medo do que comer nesses lugares ( sendo que para mim as enzimas como Lactaid não funcionam e eu tenho uma relação alérgica forte).

    Obrigada pelas dicas

    Reply
  • 12 de julho de 2015 at 9:42
    Rafaella

    Olá, como se interpreta um resultado de lactose.
    Me ajuda por favor…

    Reply
  • 10 de setembro de 2015 at 17:37
    mira

    Eu passava muito mal até que eu tirei de vez tudo com lactose agora me sinto mais feliz do mundo. Eu vou para alemanha e quero eu mesma fazer as minhas receitas. Pq eu tenho muito medo de sentir as dores de barriga . Eu estou muito feliz de poder contar com vcs amigas bjoss

    Reply
  • 3 de outubro de 2016 at 5:04
    Rute Dolabela

    Encaminhando colaboração para o atlas lactose não. O Hotel Petit Palace Lealtad Plaza, além de muito bem localizado, tem um café da manhã com várias opções de leite vegetais e preocupação com as intolerâncias alimentares.
    Tenho fotos, mas não consegui enviar.

    Reply
  • 14 de abril de 2017 at 10:46
    mariene giunta

    Ai adorei o post. Estou tentando ir morar na espanha, e estava com essa duvida se encontraria enzimas de lactase por la.!!!
    Tenho pedido pra todos os amigos trazerem dos estados unidos… ha anos. rs.. pq é muito mais barato do que aqui no brasil.
    Uma dica aqui, é que tem algumas farmacias de manipulaçao que conseguem fazer as capsulas e saem mais barato do que comprar as já prontas aqui.
    bjus

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *