Vegatest e alergias alimentares

Oii pessoal!!

Estava há tempos querendo escrever este post sobre o Vegatest e alergias alimentares.

Como já contei aqui no blog, desde o diagnóstico de intolerância à lactose muita coisa mudou. Ano passado, mais ou menos nessa época, comecei a passar muito muito mal novamente, mesmo sem consumir lactose.

Depois de investigar, descobri uma alergia tardia a proteina do leite – que é mais dificil de diagnosticar pois nem sempre aparece em exames sanguíneos de IGG e IGA e os sintomas podem vir até 3 dias depois do consumo, podendo ser manifestado de diversas maneiras, como dor de cabeça, rinite, fadiga, dores no estomago, etc. E também uma hipersensibilidade ao glúten. Desde então cortei os dois da minha alimentação.

Fiz um post no inicio do ano super feliz contando que tinha consumido glúten e não tinha tido reação. Mas a alegria não durou muito. Acho que exagerei nas escapulidas!

Desde minha viagem a Nova York – onde já cheguei passando mal – venho tendo crises de rinite e candida todo o tempo, fora as dores no estômago, azia e diarréia. É instantâneo: comi algum derivado do leite ou algo que tem glúten aparece candidiase.

Como deu para ver aqui no blog, neste ano eu viajei bastante, então minha rotina mudava muito. Além disso, esse ultimo ano tem sido bem pesado, muitas mudanças ocorreram e muita coisa aconteceu – umas boas outras nem tanto. Tudo isso lógico que influencia MUITO na saúde. Por mais que eu tenha uma boa consciência alimentar, procure sempre fazer escolhas mais ricas nutricionalmente, me exercite todo dia, etc, nós somos um conjunto de fatores que precisam estar em equilíbrio. Corpo, mente e coração devem ser cuidados e mantidos em sintonia, nenhum deles sozinho aguenta a barra sem o apoio dos outros.

Tudo isso, aliado a algumas escapulidas ocasionais do tipo “tudo o que preciso hoje é chocolate e vinho” e daí quando você viu você comeu 10 chocolates e tomou meia garrafa de vinho hahahhaha fizeram eu chegar ao ponto que estou hoje: com uma grande disbiose intestinal, de novo!!

Antes de começar a explicar, vamos lá de novo: estou contando aqui a minha experiência e o diagnóstico e tratamento que estou fazendo com minha nutricionista funcional, a Dra Juliana Trevilini. Nada do que escrevo aqui pode ser tomado por você como o que você precisa/deve fazer. Meu objetivo é mostrar que alergias e intolerancias alimentares devem ser levadas a sério, e que mais que isso, não dá para desistir no meio do tratamento!

Eu sabia que reações como candidiase e rinite são típicas do consumo do leite e derivados para quem tem alergia. Mas não sabia que a candida poderia se tornar um problema tão grande – ela pode chegar ao intestino se não tratada logo. Então, um dos sintomas da disbiose, além de diarréia, cólicas, gases, constipação, etc, é a candida.

A disbiose é o desequilíbrio da flora intestinal, favorecendo o aparecimento de doenças, alergias e diminuição da absorção de nutrientes importantes. Falei dela aqui neste post.

A candida está sempre no nosso organismo, mas o desequilíbrio da microbiota intestinal favorece o crescimento dela, e daí vem os sintomas mega chatos e desagradáveis da candidiase. Para quem quer ler um pouquinho mais, este link aqui é bem rapidinho e didatico.

Um dos sintomas que mais tenho, mesmo não consumindo glúten e lácteos e principalmente quando como muita coisa doce (frutas, bolos, etc) a minha barriga incha na hora e tenho bastante dor.

Para investigar melhor as alergias, fiz o exame de bioressonancia eletromagnética, o Vegatest, pois a Dra Juliana queria ver se havia ainda algum outro alimento que poderia estar influenciando no meu quadro. O Vegatest é “uma técnica de regulagem bioenergética, que emprega um pequeno numero de pontos de medição de eletroacunpuntura. (….) Como o Vegatest é um raciocínio totalmente energético, deve-se pensar que os orgãos transmitem a energia que recebem e a transformam através de seus meridianos” (esta é a explicação que esta no material que a Dra Pryscila Oms, que fez o Vegatest em mim, me deu).

Então, basicamente o Vegatest mapeia alimentos que não são bem aceitos pelo seu organismo, e que possivelmente você tenha alergia ou sensibilidade.

Quando eu postei sobre o teste no Instagram, vieram pessoas dizer que é charlatanismo, que não faz sentido, e até me passaram links de médicos explicando o porque esses testes não devem ser considerados.

Eu não sou médica, não sou nutricionista, e o que sei são de coisas que estudo, leio e também pelo o que vejo acontecer comigo quando consumo algum alimento. Eu particularmente, por todos meus anos praticando yoga, pelas minhas leituras da medicina Ayurvedica, acredito no teste pelo simples fato que eu acredito que somos 100% energia e que o corpo nos dá sinais claros do que está em desequilíbrio. Quando não ouvimos, não conseguimos identificar esses sinais, esse desequilíbrio pode se tornar doença.

Essa é a maneira como eu resolvi me tratar: com medicina natural e acompanhamento da minha nutricionista funcional, que eu confio e acredito no trabalho. Mas cada um de nós tem uma maneira de pensar e sabe o que é melhor e faz mais sentido para nós. Então aqui respeito a opinião de cada um, o importante é buscar a saúde e nos sentirmos bem.

O resultado do meu Vegatest apareceu o leite e queijo de vaca e todos os outros leites e queijos de origem animal, também apareceram algumas proteínas animais, maracujá, café, cevada, levedo de cerveja e outras coisinhas.

Agora começo um novo tratamento. Por 30 dias terei uma alimentação bem restritiva, pois preciso parar de alimentar os fungos da candida – eles me amam porque sou uma querida que dá tudo o que eles gostam! hahahah

vegatest-alergia-alimentar

Fungos se alimentam de açúcar, carboidratos e alimentos que fermentam fácil. Então minha dieta será praticamente zero carbo, e claro sem glúten e lácteos. Alguns de baixo índice glicemico foram liberados como aipim, mandioquinha e batata doce/inglesa. Não posso consumir frutas, açúcar, farinhas refinadas (tapioca, farinha de arroz, féculas), pães, cogumelos, leguminosas como feijão, grão de bico, lentilha e bebidas alcóolicas.

Devo consumir alimentos antifúngicos como orégano, ipê roxo, gengibre, cranberry, alho, alecrim e própolis.  Estão liberadas folhas, verduras e proteínas animais como ovo, carne, frango, peixe, grãos e cereais posso amaranto, quinoa, linhaça, chia e aveia sem glúten.  Frutas posso consumir morango, framboesa, amora, mirtilo, melão e limão.

Como vocês sabem, porque sempre digo aqui no blog, eu sou MUITO formiga! Esses 30 dias vão ser um mega desafio pra mim, e quero só ver como vou me virar hahaha

Criei junto com uma amiga a Chef Belle, no Instagram, uma hashtag  (#formigasunidas) para nos mantermos unidas e focadas – ela também está com o mesmo problema e o nutri dela passou um tratamento muito similar. Então lá vou contando como estão sendo esses 30 dias e aqui no blog vou contando como está o tratamento!! Hoje postei o que fiz no café da manhã: a minha panquequinha preferida, que já passei aqui no blog. Mas fiz a versão salgada sem banana.

vegatest-panqueca-sem-gluten-leite

Misturei 2 ovos, 2 colheres de sopa de amaranto em flocos, 1 colher de sobremesa de farinha de chia, sal rosa, orégano e uma pitada do Tempero da Vida Fit da La Pianezza. Bati tudo com um garfo mesmo e coloquei na frigideira com um fiozinho de azeite de oliva. Deixei no fogo baixo, com a frigideira tampada, esperei um pouquinho, virei, esperei mais um pouco e servi. Ficou uma delicia, e sustenta super!!!

Eu acredito que a saga da alergia alimentar uma hora vai chegar ao fim, acredito que logo vou alcançar o equilíbrio e não ter mais nenhum sintoma desagradável o tempo todo. Vai ser difícil esses 30 dias? Provavelmente. Mas eu decidi me dedicar 100% pois não aguento mais passar mal!

Vamos nessa gente!!! Estamos juntos!

Já se inscreveu no meu canal do Youtube? Sempre tem receitinhas novas para você, confira 😉

Um beijo!!!

Clique e conheça meus e-books com receitas exclusivas! Opções a partir de R$19,90

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Oiii, eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Aqui, divido minhas invenções na cozinha, dicas de viagem, mostro meu estilo de vida e passo um pouquinho do que tenho aprendido desde que descobri ter alergias alimentares ao glúten e leite :)

64 comentários em “Vegatest e alergias alimentares

  • 24 de setembro de 2014 at 14:58
    Marilia

    vou torcer por ti flavia!! eu descobri minhas intolerâncias pelo vegatest e desde o inicio da dieta detox que fiz (bem similar com essa tua ai) me senti outra pessoa.. digam o que quiserem do teste.. todos que convivem comigo notaram logo a diferença em mim!
    passei 60 dias sem açúcar e agora ainda preciso ir com calma.. a médica pediu para comer doce 1x por semana só..
    é dificil mas a gente sobrevive! e descobre o sabor de muitas outras coisas!
    vou fazer essa panqueca pro café da tarde hoje! brigadão!

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:42

      Marília, obrigada pelo apoio!!!
      Também acho que esse periodo de desintoxicaçaão vai me fazer muito bem. Estou curiosa para ver os efeitos!!
      Depois me diz se gostou da panqueca, eu amo ela!! hiihihi
      um beijao!

      Reply
      • 25 de setembro de 2014 at 19:44
        Marilia

        ficou ótima, amei! com certeza vou repetir 😉

        tava lendo os comentários das pessoas falando das suas experiencias com essas dietas tipo as nossas.. que motivação que dá! otimos próximos dias pra ti! força! o/

        Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 15:45
    Vivian

    Oi Flávia! Eu fiz o Vegatest, fiquei 90 dias sem glúten e depois refiz – e ele não apareceu mais no teste. Eu também acredito que o nosso corpo nos dá as respostas necessárias, então fique firme aí que vai valer a pena! É difícil ,mas não é impossível.
    Um beijo.

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:40

      Ai Vivian, tão bom saber de historias como a sua!!!
      Dá mais animo para ir em frente né?
      Obrigada amada, um beijo!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 15:56
    Natalia

    Olá Flávia. Passei mais ou menos a mesma coisa que vc, descobri que tinha intolerância a lactose a cerca de 2 anos (seu blog me ajudou muitooo!), e mesmo assim passava muito mal ainda, depois de muitas crises, muitos médicos que não adiantaram nada, agora estou fazendo um tratamento onde tive que cortar glúten, açúcar, carne vermelha, alimentos crus e até a água tem que ser de marca x por causa do PH.
    Quanto mais restritiva a dieta parece que pior será, mas não e bem assim….vc ficará muito mais forte mentalmente, a cabeça muda, e vc percebe que nenhum alimento vale o sofrimento depois! Estou a 50 dias nessa dieta, e realmente o açúcar foi um desafio, mas vc vai ver que depois de uma semana nem lembrará mais que ele existe, e quando ver os benefícios vai sentir menos falta ainda 🙂 bjs

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:40

      Oii Natalia!!!
      Ai muito obrigada pelo apoio. Ouvir relatos como o seu ajudam muito a manter o foco e não pensar em desistir.
      Você tem razão, nenhum alimento vale o sofrimento depois. Saúde é o que mais interessa!
      Obrigada mesmo por sua mensagem, beijocas!!!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 16:01

    Um dia já foi, agora que venham os próximos 29!! Vou ficar te acompanhando, sabe que eu to fazendo o desafio da gratidão né? e tem uma explicação científica, Estudos afirmam que se mantivermos a repetição de um novo hábito por seguidamente 28 dias, ele se tornará parte de nós, por isso, muitos programas de reabilitação e de transformação de hábitos tem 28 dias. Ou seja, vai começar a ser muito natural essa formiga deixar o açucar de lado..
    Boa sorte e muita energia positiva para você.

    #dia1 #30diassemaçucar 🙂

    Beijossss

    G.

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:38

      Gê querida, que lindo! Tenho acompanhado seu desafio dos 28 dias de gratidão e me deu uma vontade muito grande de participar! Acho que vou unir os 30 dias sem açúcar com os 28 de gratidão! Adorei saber dessa explicação cientifica 🙂
      Estou curiosa para ver o que vai acontecer com a formiga em mim hahah
      Um beijo!!!!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 16:09
    Gabi

    Flávia, tive exatamente o mesmo problema no começo do ano, a cândida tomou conta do meu intestino. A minha nutricionista cortou inclusive as castanhas e o amendoim, porque a chance de eles desenvolverem fungo é alta, em especial os de feira, que ficam expostos. Também tomava umas gotinhas de óleo de orégano todos os dias.

    Melhoras pra você, sei como é péssimo passar por isso!

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:36

      Gabiii, minha nutri também me orientou sobre a contaminação das oleaginosas vendidas a granel e também passou oleo de oregano! Bom saber que estou no caminho certo hihihih
      Obrigada, um beijo!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 16:15
    Thais

    Muito ânimo e determinação pra ti nessa nova fase do tratamento! O desafio certamente será compensado pelos resultados. Um abraço 😉

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:35

      Thais, muito obrigada!!!
      Tenho certeza que os resultados vão fazer valer todo o esforço!
      um beijo

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 16:42
    Gabi albuquerque

    Flávia, torcendo por tu!! Vai dar tudo certo, você já sabe o caminho das pedras. Acredito muito na energia, na yoga, na Ayurveda. Vai na fé. Beijos

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:34

      Obrigada Gabiii!
      amei o e-mail com as dicas, um beijo!!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 16:59
    paula

    Flávia, sucesso em mais este desafio, se precisar grita (rsrsrs).
    Estou reduzindo o açucar também, não cortando ( mas por causa da balança hihihi), então vai ser bom ter umas receitinhas sem ele.
    Força
    Bjs
    Paula

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:34

      Paula querida, obrigada!!!
      Vamos ver o que sai da minha cozinha né kkk
      beijao!

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 19:49
    Bruna Costa

    Oi Flávia,

    nessa fase de reconstrução da flora intestinal pode ser que isso te ajude:
    http://zucchices.com.br/amido-resisente-como-consumir-parte-1/

    Sigo a Raquel no instagram e acabei fazendo o teste com o amido resistente da banana verde. Ele faz bastante diferença! Dá uma olhadinha no blog dela 🙂

    Melhoras!

    Bruna

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:34

      Oii Bruna!
      Nunca tinha visto comer a banana verde crua sabia? O amido resistente dela sempre ouvi ser falado na forma da biomassa – que é como uso. Vi que no blog dela ela colocou um link falando do porque comer o amido cru, mas no artigo ele não fala sobre o amido resistente da banana né? Vou pesquisar mais sobre isso, primeira vez que vejo falar de consumir ele cru
      Muito obrigada pela dica, adorei!!
      um beijo

      Reply
      • 26 de setembro de 2014 at 15:07
        Bruna Costa

        Eu também consumia na forma de biomassa e achei bastante interessante o consumo da banana verde somente congelada (como opção de conter o amadurecimento). Se não me engano, no artigo não fala especificamente sobre o amido resistente da banana verde e sim do amido resistente no geral (existem outras fontes desse amido mencionadas pelo Dr. Souto, mas agora não me lembro de cabeça).
        Incentivo sua pesquisa! Quem sabe não aparece alguma nova alternativa? Espero ter ajudado, já que você com o seu blog nos ajuda muito!

        Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 19:54
    Cláudia

    Oi Flavia, daz algum tempo que acompanho seu blog e sua saga e tenho os mesmos sintomas que você, busco ajuda ha muitos anos mas nada resolve. Diversos exames, inúmeras restrições mas sempre tem alguma coisa que faz mal… Entrei em contato com sua nutri, mas ela nao pode me atender pois estava entrando em licença maternidade…
    Me interessei muito por este teste, gostaria que indicasse qual a medica que a atende e quero ver se finalmente encontro o que ocasiona tanto mal estar..
    Agradeço pelos seus posts, recritas deliciosas (ja fiz várias) e por compartilhar conosco todas as suas experiências! Com certeza ajuda muita gente assim como a mim.
    Força, tenho certeza que ira tirar de letra mais este desafio!
    bjs
    Clau

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:22

      Oii Clau!!
      A Dra Juliana já retornou os atendimentos, caso queira consultar com ela 🙂 aí ela te auxilia nessas questoes!
      Muito obrigada pelo carinho e pelo apoio!!! Um beijo

      Reply
  • 24 de setembro de 2014 at 21:28
    cris

    Flavia, me identifico muito com teu problema haha Tenho intolerância a lactose e mesmo não consumindo alimentos a base disso continuo passando mal, diarreia, enjoos e muita dor de estomago(mesmo tomando remédio p gastrite, que é leve, mas pela frequencia da dor nem parece..só imagino se fosse grave cm seria). Fuiz em 2 médicos ”normais” 1 homeopático, fiz uma carrada de exames e mesmo assim não descobri o que tenho, continuo passando mal comendo mta coisa, isso que ao longo deste tempo (desde fevereiro) percebi que algumas coisas, obviamente, nao me faziam bem, como comida gordurosa, frituras e bebidas alcoolicas, cortei tudo, pq qqr pouco que ingira passo mal. Emagreci 11 kg em 2 meses e meio, td mundo fala q é bom, mas se pudesse escolher, nao escolheria emagrecer desta forma. Nunca tive uma alimentação ruim, mas n era super saudavel. É bom saber que n sou a unica c este problema (nao que deseje a alguem ne? aha) e assim cm vc, to cansada de estar o tempo todo passando mal, é um saco. Bom, é mais um desabafo, pq és a 1ª pessoa que conheço que passa por algo semelhante..pq os outros dizem que é frescura (cm me irrita..bem q eu queria q fosse hahaha). Obrigada por compartilhar conosco isso tudo e continue nos mantendo informada, pq eu, vou procurar novamente um médico p ver o qq é, pq ta tenso. Força e foco. Bjinhos

    Reply
    • 24 de setembro de 2014 at 21:49

      Oii Cris!!
      Ai guria, sei bem como é aguentar gente dizendo que é frescura, é muito chato né? Hoje em dia eu já nao ligo, mas confesso que ouvir isso de médicos me tira do sério.
      Cansa muito passar mal sempre mesmo cuidando do que comemos né? Mas não dá pra desistir, uma hora nós vamos ficar bem, eu sei!!!
      Estou torcendo para você encontrar um profissional bom e que te auxilie nesse caminho.
      O que precisar conte comigo!!!
      um beijo

      Reply
  • 25 de setembro de 2014 at 11:37
    Lucilla

    Amiga que bombante os comments, responde o meu tb vai!? hehehe
    Força amiga parabéns! Vou te ajudar, na sua frente não vou comer nada disso hehe e segunda a gente só toma um drink que seja liberado hihihi parabéns força te amo!

    Reply
    • 26 de setembro de 2014 at 11:39

      hahahah claro que respondo!!
      Imagina, pode comer sim, já estou acostumada com essas situações!!
      Meu drink liberado é agua com limão 🙂 deliiii
      te amo tb!!! obrigada pelo comentário

      Reply
  • 25 de setembro de 2014 at 22:20
    DANI

    Oi Flávia, que coisa hein… Muitas situações semelhantes a minha história. Comigo primeiro os problemas intestinais, médicos e médicas…tirei lactose, depois leite, depois gluten.
    Faço tratamento com uma nutri, aqui em Curitiba, a Eliane Tagliari. Agora acho que a Cândida anda meio assanhada comigo também! Além disso faço yoga também! Quanta coisa parecida né?
    Você conhece o trabalhos da Sônia Hirsch? Estou encantada com as propostas dela. Tenho feito algumas coisas que ela ensina, como tomar alguns chás.
    Quem sabe a gente se encontra um dia desses para trocar idéias?
    Desejo que você enfrente deste momento com saúde mental, emocional, espiritual, que a corporal já ta vindo junto!
    Um abraço,

    Reply
    • 29 de setembro de 2014 at 13:15

      Oii Dani!!
      Nossa, sim, muita coisa parecida mesmo!!!
      Não conhecia, mas dei uma pesquisada no Google e achei demais o trabalho dela. Vou procurar os livros para comprar.
      Claro, vamos nos encontrar sim! Me manda um email no [email protected] e combinamos um chá e bate-papo 🙂
      Um beijo e muito obrigada pela mensagem!!!

      Reply
  • 26 de setembro de 2014 at 17:06
    Aurea

    Oi Flavia,
    Eu também descobri uma série de intolerâncias alimentares entre elas glúten, lactose, feijões e soja. E acabei vindo parar no seu blog que tem receitas deliciosas e visito sempre, passei a te seguir no insta também.
    Para descobrir as intolerâncias minha nutri recomendou um exame de sangue de intolerância a 221 alimentos feito num laboratório em Juiz de Fora chamado Laboratório Lemos, eles fazem para o Brasil todo é só entrar no site.
    Fica a dica para as pessoas que querem fazer o teste mas ainda são céticas com relação à terapias alternativas.
    Abraço
    Áurea

    Reply
    • 29 de setembro de 2014 at 12:56

      Oii Áurea!
      Obrigada pela dica. Muito bom saber, sempre me pedem indicações em outros Estados.
      Um beijo!!

      Reply
  • 26 de setembro de 2014 at 20:46
    Roseane Silva

    Ei Flavia, boa noite!
    Força na peruca aí! Como eu costumo dizer..hehehe
    Praticamente ando nessa onda aí sem açúcar também (já que dentre os itens retirados da minha alimentação incluem todas essas que comentou).
    Não deixe de postar suas receitinhas do dia-a-dia a partir de agora, pleeeeeeeeease!
    Pegamos várias dicas! Mesmo morando no sul da Bahia, e com a dificuldade gigante de encontrar certos ingredientes, não deixo de fazer as compras pela net!

    Beijo grande! Melhoras,

    Reply
    • 29 de setembro de 2014 at 12:55

      Roseane, obrigada!!! kkkk
      Pode deixar que vou postar umas receitas do que estou comendo no dia-dia sim 🙂
      Um beijo e obrigada pelo carinho!!!!

      Reply
  • 30 de setembro de 2014 at 8:05
    pryscila oms

    Flavia,parabéns pelo blog!!!!! Você realmente esta ajudando muitas pessoas a acreditarem que podem sim ter uma vida normal!!! Sucesso!!!! Bjssss

    Reply
  • 3 de outubro de 2014 at 10:17
    Roseane

    Flavia,
    Bom dia!! Tudo bem?
    Você encontra óleo de orégano aí em Curitiba?

    Beijo

    Reply
    • 3 de outubro de 2014 at 11:51

      Oi Roseane!
      Eu comprei o Garlic Thyme, que é oleo de orgeano e tomilho, na Vitabona.
      um beijo!

      Reply
  • 3 de outubro de 2014 at 15:36
    Roseane

    Ah ótimo! Entrei em contato com eles e me explicaram que é da Forever Living. Se não encontrar um representante aqui na região, vou tentar a compra com eles mesmo.
    Como é para mim, e para uma colega que também não encontrou, fica mais em conta dividir o sedex.
    Muito obrigada!
    Um beijo

    Reply
  • Pingback: Torta de frutas vermelhas sem glúten, lactose e açúcar - Lactose Não

  • 7 de outubro de 2014 at 12:51
    Mari

    Oiii Flavinha!! Fiquei preocupada com você, de saber que andou passando mal… Imagino que tenha sido ruim e frustrante. Mas que bom que você está empenhada neste desafio, de se alimentar da melhor maneira possível. Você tem força de vontade de sobra, e com certeza irá superar isso. Estou torcendo muito por você! Beijos, melhoras!

    Reply
    • 8 de outubro de 2014 at 15:53

      Oii Mari!!
      Quanto tempo que você não aparecia! Aii pois é, não está facil, mas nao posso desistir né.
      O tempo vai dar um jeito em tudo.
      Obrigada pelo apoio amada, um beijo!!

      Reply
  • 9 de outubro de 2014 at 18:49
    Cida

    Oi Flavia, descobri que tenho intolerância a lactose a poucos meses, mas o médico alergista e imunologista que eu fui não me esclareceu muita coisa, só disse que eu tinha intolerância a lactose, renite (não falou a causa) e disse que eu não tenho alergia a leite. Eu estou lendo que você e muitas outras pessoas estão fazendo a dieta do 0 açúcar, quero saber se é por causa da intolerância? E o que você sabe sobre os caseos nas amídalas? Sempre eu eu consumo leite aparece em mim.
    Um abraço,
    Serei sua seguidora.

    Reply
    • 22 de outubro de 2014 at 8:35

      Oii Cida!
      Como disse no post, a dieta é para tratar a disbiose do intestino que faz com que tenha candida recorrente.
      Infelizmente não sei nada sobre caseos nas amídalas 🙁
      Procure outras opiniões, médicos especializados em alergias alimentares saberão te orientar melhor!
      um beijo

      Reply
  • 13 de outubro de 2014 at 21:10
    Thayene

    Oi, Flávia!
    Comecei acompanhar seu blog há uma semana, quando descobri que estava com alergia ao glúten e intolerância à lactose. Confesso que tem sido muito difícil, mas seu site tem ajudado bastante!
    Estava refletindo sobre algumas coisas que vc escreveu e acredito no poder de equilíbrio do nosso corpo, claro, vindo do nosso esforço. Estou passando por uma fase emocional/física bem complicada. E tenho feito tratamento mais alternativos, como acupuntura e homeopatia. Achei interessante esse Vegatest, vou procurar aqui pelo Rio! Mas no momento o que mais fica na cabeça é: será que nunca mais poderei comer nada com leite e farinha?!

    Boa sorte na sua caminhada dos 30 dias, estarei acompanhando e torcendo! Não sei se conhece os livros da Sônia Hirsch sobre alimentação e tudo que a envolve.

    Beijos

    Reply
    • 22 de outubro de 2014 at 8:31

      Oii Thayene!!
      Conheço sim, estou lendo alguns dela, são muito bons né?
      Nem fale, vamos nessa caminhada, que não é simples mas não dá pra desistir!
      um beijo!!

      Reply
  • 25 de outubro de 2014 at 11:02
    Paula Hernandez

    Olá me identifiquei muito com o seu texto acima, queria o contato da Dra. Juliana sou paulistana mas, moro no Ceará queria fazer um Vegatest, mas não tenho a menor noção de onde?

    Reply
  • 13 de novembro de 2014 at 14:25
    Larissa

    Olá Flávia!
    Hoje no mercado eu encontrei o óleo de coco, um vidrinho por 19 e pouco e fiquei super feliz pois foi o mais barato que encontrei! Sinto que daqui a um tempo teremos cada vez mais opções nos mercados! Lembrei de você quando vi!
    Viu você já ouviu falar na dieta dos grupos sanguíneos? Eu dei uma pesquisada e pra mim bateu bastante coisa, quem sabe não ajuda né?

    Bjos!!

    Reply
    • 13 de novembro de 2014 at 22:19

      Oii Lari!!
      Ai que bom.. viu, vamos com fé que o preço vai ficar mais competitivo kkk
      Já ouvi falar sim, mas confesso que não pesquisei muito. Vou dar uma olhadinha
      beijo amada!

      Reply
  • 22 de novembro de 2014 at 16:23
    Nathielen Almeida

    Flávia, que post ótimo!! Estou tendo este mesmo problema, tem dias que sinto dores na barriga e já tive cândida mais de uma vez neste ano e como tu disse a gente acha que ela tratou e aí quando vê volta!! Ano passado apareceu diversas manchas pelo meu corpo e fui no dermatologista e ele disse que podia ser estresse emocional, fiz teste em uma alergista, mas não tenho alergia a nenhum produto, com o tempo elas desapareceram e agora voltaram de novo!! Não to consumindo glúten, lactose, industrializados… mesmo com a correria tento sempre ter uma alimentação o mais limpa possível!! Daqui uma semana vou na nutri e quero fazer o teste de alergia alimentar, espero que consiga resolver esses problemas!!

    Reply
  • 2 de fevereiro de 2015 at 11:17
    Aurea

    Oi Flavia,
    Também estou em dieta zero açúcar e adoro suas receitas!
    Procurei pela #formigasunidas mas não encontrei…
    Onde acho suas receitinhas dessa fase zero açúcar?
    E agora, depois desse período, você melhorou? Tô precisando de histórias de sucesso pra me inspirar rsrs
    Abraço!

    Reply
    • 23 de fevereiro de 2015 at 19:28

      Oii Aurea!
      As receitinhas estão todas no IG, mas não tiveram muitas mesmo.
      Eu fiz a dieta por 18 dias só, depois nao aguentei. Tinha melhorado bastante, mas estava num periodo de muito stress e as restrições eram muitas.
      Mas me arrependo de não ter continuado, agora estou batalhando ainda!!!
      um beijo

      Reply
  • 12 de março de 2015 at 16:30
    Carol A.

    Oi, Flavia! Quando pesquisei Vegatest no google o primeiro resultado foi o teu e fiquei super feliz com o que li! Hehe
    Fiz o teste hoje e ainda tô em choque com a quantidade de alimentos que eu consumo e que me dão alergia! Vários parecidos com os teus, ainda tô um pouco sem rumo sobre o que fazer daqui pra frente! Mas depois de ler vários comentários positivos sobre o teste e, consequentemente, resultados positivos com a retirada dos alergênicos, fiquei mais animada!!
    Obrigada por compartilhar!! Bjs!

    Reply
    • 18 de março de 2015 at 0:29

      Oii Carol!
      Obrigada você.
      Depois conte como está sendo a adaptação 🙂
      um beijo

      Reply
  • Pingback: Diagnóstico de alergia alimentar - A saga continua - Lactose Não

  • 19 de março de 2015 at 15:36
    DAniela

    oi Flavia. tenho muita alergia, mas ate agora so descobri do metilcloroisotilizone (kathon cg), formol, hidroquinona ,neomicina , de alimentos so camarão. ai o resto acho q quase todo mundo tem (acaros, fungos, caes , gatos, poeira doméstica).
    enfim… vc ja fez o teste de alergia IgG? (os planos nao cobrem e por aqui custa quase 2 mil reais), vc acha que vale a pena? e o vegatest vc sabe onde fazer em SP?
    sou de jundiai (se souber indicar alguem aqui, agradeço)
    e o teste IgG onde vc indica (caso ja tenha feito)
    fiz o teste de intolerancia a lactose, mas nao sei interpretar o resultado! rs vou na medica semana q vem
    obrigada

    Reply
  • 21 de maio de 2015 at 22:44
    SANDRA

    Flavia como você está atualmente, os inchaços instantâneo
    melhoraram e de forma geral tudo melhorou ?

    Reply
  • 13 de julho de 2015 at 14:58

    Oi Flavia!

    Sei que esse post já faz tempo, mas vc poderia explicar mais detalhadamente como era essa sua dieta para combater a candidíase? Por ser tão restritiva, como fazia para não emagrecer?

    Bjos e obrigada!

    Reply
  • 12 de dezembro de 2015 at 10:31
    Thaise

    Oi Flavia!

    Estou sofrendo com candidiase de repetição e tenho intolerancia a lactose! Depois dessa dieta a candidiase despareceu?
    Seu blog esta me ajudando a esclarecer muitas coisas!

    Obrigada!

    Reply
  • 2 de abril de 2016 at 0:46
    roberta

    Boa noite obrigada por compartilhar seu conhecimento, tengo una duvida vc ha ouviu falar em interferencia. Direta no cabello. ? Tengo una filha de 3 @nos descobri intolerante a lactose apesaar da dieta voltei a observar que seu canelo ressecou muito mais muito novamnte e parou de crescer estoy novamente assustada ate pq a alergilogista nao comentou nada sobre os cabelos o que vc acha ?

    Reply
  • 1 de dezembro de 2016 at 2:24
    Raquel

    Boa noite Flavia! Tenho todos os sintomas que vc descreveu. Venho pesquisando muito sobre o assunto e nunca achei nada tão esclarecedor como seu post. Como não tenho bplano de saúde, nem condições financeiras pra pagar tratamentos, exames e nutricionista, eu mesma tenho que descobrir as causas dos meus problemas. Resolvi reduzir (ou até mesmo retirar) da minha alimentação o glúten, o leite e o açúcar. Tive uma melhora significativa após 40 dias de dieta. Não cheguei a retirar os carboidratos e talvez por isso eu ainda tenha muitos sintomas, mas fico preocupada em retirar porque nesses 40 dias emagreci demais!! Sempre fui muito magra, mas agora estou com aparência de anoréxica!
    Sei que o ideal seria eu procurar um nutricionista, estou estudando uma forma de fazer isso, mas agradeceria muito se puder me passar algumas dicas de como parar de alimentar os fungos sem que eu continue a perder peso.
    Muito obrigada! E parabéns pelo seu trabalho!

    Reply
  • 25 de janeiro de 2017 at 0:58
    Pamela

    Pra candidíase, o bicarbonato é tiro e queda. 1 colher de sopa na água 2x ao dia. Curou a minha que já me acompanhava a vários anos. Tirar o açúcar, as frituras, o gluten e a lactose é essencial mas pode comer frutas e tomar sucos naturais.

    Reply
  • Pingback: O que aconteceu depois da minha tentativa de consumir queijo - Lactose Não por Flavia Machioni

  • 17 de junho de 2017 at 22:56
    Bruna

    Olá Flávia! Sigo você há um tempo. Sei que esse post é antigo, mas estou passando exatamente por isso agora. Voltei de viagem e estava sem consumir absolutamente nada que tinha leite, até por que, fora do país é muito mais fácil e barato achar coisas a base vegetal. Enfim, ao voltar fui inserindo a lactose e o açúcar novamente e como minha reação estava melhor que das outras vezes, acabei exagerando no consumo e percebi essa volta dos insuportáveis fungos :/ antes de descobrir minha intolerancia e minha resistência a insulina eu tinha muitos problemas com isso (fungos) e ao parar não tive mais, somente agora que voltou. Muito obrigada pelas suas dicas e a partir de agora farei tbm essa exclusão dos alimentos e tentarei me tratar 🙂
    Adoro seus posts e eles me ajudam muito 🙂

    Reply
  • 12 de agosto de 2017 at 21:13
    Leda Child

    Flavia, fico feliz que voce tenha encontrado o caminho. Aconteceu o mesmo comigo. Estava cansada de sentir dor e nada funcionava. Os resultados dos exames convencionais vinham negativos. A medicina convencional aqui na Inglaterra (onde moro) nao fez nada por mim. Foi aih que decidi ir a au terapeuta alimentar que usa este mesmo equipamento conectado a um programa de computador. E foi assustador! Estava com problemas com tantos alimentos que fiquei 2 meses comendo soh batatas, abobrinhas, cenouras, beterrabas (frescas quando encontrava), carne vermelha, peixe e frango… nao podia nem arroz, alho e cebola alem de gluten, lactose e acucar! Fui ao Brasil em dezembro, fiz meus exames e estava com colite ulcerativa aguda moderada. Tratei e voltei para a Inglaterra. Chegando aqui retornei ao terapeuta e ele recolocou praticamente tudo, exceto o gluten, a lactose e disse pra eu ficar o mais longe possivel do acucar. Tambem voltei a minha clinica geral aqui mas elas nao quis me ouvir. O engracado eh que depois disso passei a ler, a pesquisar, e a adaptar minha dieta as novas necessidades, sinto-me melhor, mas os medicos torcem o nariz para o teste, mas foi o unico que deu uma direcao. Em novembro vai fazer 1 ano que comecei a dieta sem gluten-sem lactose e emagreci 13 quilos. Ainda estou me adaptando pois nao eh facil, principalmente quando se viaja. Aqui na Inglaterra eles sao muito tradicionais e nao mudam muito a aliementacao … fica tudo muito “monotono”, e com restricao de gluten e lactose entao piora tudo, mas nao desisti. Sempre que possivel faco biscoitos e levo comigo e tambem apelo para frutas e nozes. Obrigada por compartilhar sua historia com a gente e parabens por seu belo trabalho! bjs

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *