A Lactose e Eu – Mariana Reina

Oii gente! Hoje quem veio no “A intolerância e Eu” é a Mariana Reina.

A Mari foi uma das primeiras leitoras mais participativas que tive! Sempre mandando fotos, receitas, contando casos, um amor de pessoa. Já trocamos várias dicas sobre intolerância à lactose e produtos, alguns até publiquei aqui no blog 🙂

Confiram o que ela tem pra dividir com a gente:

“Olá! Sou Mariana, tenho 28 anos e há 2 anos descobri que tenho IL.

Sempre quando eu comia algum alimento que continha leite, sentia indigestão. Mas a situação começou piorar de verdade em 2012, quando crises com cólicas terríveis e desarranjo se tornaram mais freqüentes. Eu demorava cerca de uma semana até me recuperar, e depois logo vinha outra. Ficava constantemente sem energia, desidratada, desanimada. Pensei que fosse virose ou intoxicação alimentar. Foi se agravando e em abril/2012, estava conversando com minha tia e ela disse que podia ser Intolerância a Lactose.

Eu sempre passava mal após o almoço, e então quando fui cortando o leite e derivados, a dor de barriga foi diminuindo. Mas a melhora não foi instantânea. Pelo contrário, pois a cada semana que se passava, eu percebia que tolerava menos lactose. Meu sistema digestivo estava muito agredido. Abalou minha vida social, pois tudo o que eu comia me fazia mal, principalmente fora de casa. Então, eu não queria mais sair. Nesta época, até alimentos que não continham lactose me causavam dores de barriga terríveis, como batata frita, amendoim. Não tolerava nem traços de leite.

Foi neste período que iniciei o tratamento com minha médica nutróloga. No começo, ela me pediu para excluir a lactose da dieta e também fiz vários exames. Foi detectado que eu não tinha problema com glúten, ou alergia a outros alimentos (também me consultei com um médico alergista). Depois de avaliar os resultados dos exames, a nutróloga pediu para que eu tomasse Pro-Live (para flora intestinal) 2 vezes ao dia, 10 mg de Glutamina, e 2 Lactases 9.000 FCC LU diárias – uso da marca Kirkland.  Depois de uns 6 meses, diminuiu a Glutamina para 5 mg, até não ser mais necessário usá-la.

Minha melhora foi gradativa. Nos primeiros 3 meses de tratamento, fiquei sem contato com a lactose, e depois desse período, aos poucos foi sendo reinserida na dieta, testando meus limites, junto com enzima. No começo, ainda passava mal de vez em quando, mas aos poucos fui ajustando a dose de enzimas. Eu faço uso de duas medicações diárias que contém lactose na fórmula. Quando tomo cada uma delas, em seguida tomo uma enzima. Por incrível que pareça, o uso diário de 2 comprimidos com lactose na fórmula me trouxeram muitos desconfortos.

Tentei fazer uso de enzimas para comer pizza com queijo, bolo de aniversário… Como a minha IL é severa, meu corpo não reagiu bem. Descobri que eu só melhoraria de vez se eu eliminasse a lactose da minha dieta, foi o que fiz. Atualmente consigo manter meu peso mais facilmente, minha alimentação é balanceada, me sinto super bem, não tenho mais crises! Consigo almoçar fora e participar de confraternizações, mas continuo cuidando da alimentação. Pergunto ao garçon ou alguém da cozinha, se vai leite ou derivados no preparo do prato que eu pretendo comer. Perdi a vergonha de perguntar, porque antes eu ficava preocupada se iam me achar fresca, enjoada. Agora é questão de sobrevivência! Rs… Hoje sou uma pessoa mais saudável e, além disso, despertou meu interesse por culinária, porque antes eu era uma negação! Descobri que gosto de cozinhar, e com as dicas da Flavinha, tento usar a criatividade para fazer substituições nas receitas.

 

Essas são algumas das receitas sem lactose da Mariana.

Minhas unhas ficaram quebradiças devido à redução de cálcio na alimentação, então procuro comer alimentos ricos neste mineral (aveia, brócolis etc.), e tomo um suplemento alimentar também.

Quando quero comer bolo de aniversário, como uma fatia pequena, e tomo 4 enzimas – 2 no começo, 2 no final, para não passar mal. E mesmo assim, ainda tenho algum desconforto (mínimo). Acabei descobrindo que se eu ingerir muita lactose, mesmo com as enzimas, no dia seguinte, elas não vão me impedir de passar mal. Ou seja, não posso descuidar. Posso consumir queijos, iogurte de leite de vaca zero lactose, mas não posso me jogar em nenhum deles. Já fiz isso, e não deu certo… Isso no meu caso, pois cada corpo pode ter uma resposta diferente. Conheço pessoas que reagem muito bem ao uso de enzima lactase, e que voltaram a ingerir lácteos sem restrição alguma.

Nesses dois anos convivendo com a intolerância, percebi que a quantidade de alimentos sem lactose aumentou no mercado, mas ainda há muito para melhorar. Precisava urgentemente ser mais claro nas embalagens de alimentos se eles contêm lactose ou não.

O blog da Fávia me ajudou muito, e ainda ajuda, ela sempre foi atenciosa e prestativa comigo, uma fofa! Quero agradecer imensamente e desejar tudo de bom neste trabalho, que ele prospere e frutifique para você, querida!

Beijos!”

Gostaram do depoimento da Mariana?
Acompanhe o Lactose Não nas redes sociais também, e fique por dentro de tudo 😉 Youtube, Facebook, Instagram e no Snapchat procure por lactosenao.

flaviamachioni_bannerwebtodasapostilas02

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas pela UFPR. Há mais de 7 anos venho mudando meu estilo de vida e alimentação para ter mais saúde e bem estar. Divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

26 comentários em “A Lactose e Eu – Mariana Reina

  • 29 de janeiro de 2018 at 12:24
    Tamires

    Oi, Tudo bem?
    Descobri recentemente que tenho intolerância, estou na segunda semana sem consumir alimentos com leite e ou derivados, porém percebo que meu organismo ainda está sensível mesmo comendo algo carregado (sem lactose) sinto alguns sintomas. Queria saber se é normal.
    Grata pela atenção.

    Reply
    • 7 de fevereiro de 2018 at 16:59

      Oi! Pode ser normal sim, Tamires. O organismo leva um tempo para se recuperar.
      Converse com seu nutricionista e médico para que saibam como está se sentindo.
      bjs

  • 26 de outubro de 2017 at 16:51
    Ju

    Me identifiquei muito com essa história, descobrir que sou 100 % intolerante a lactose mas tudo me faz mal, principalmente gordura, até a da gema, n sei se com vc foi assim tambem, estou sem consumir lactose e irei aguardar para ver se melhoro ?

    Reply
  • 9 de junho de 2017 at 18:29
    Amanda

    Minha história e simplesmente idêntica à da Mariana… achei q eu tivesse escrito. Porém ainda minha nutricionista não quer q eu use a enzima .

    Reply
  • 2 de maio de 2017 at 1:58
    Ana

    sinto as mesmas coisas…fiz exame de intolerância à lactose …e foi confirmado…mas meu gastro disse que isso nao existe, que ele nao acredita nisso, agora ele mandou eu fazer uma colonoscopia

    Reply
  • 18 de março de 2017 at 9:28
    Terezinha Santos Pereira

    Flávia muito interessante compartilhar sua experiência conosco.
    Estou com uma severa suspeita e tenho passado muito mal.
    Senti alguns dias os primeiros sintomas e resolvi dar uma cortada no leite e dei uma melhorada.
    Mas experimentei de novo e passei muito mal.
    Além das fortes dores abdominais, o desconforto por conta de 1 molhinho e um sorvete foram severos, tive a sensação de ter comido 1 tonelada.
    Demorei muito a dormir foi horrível.
    Estou correndo atrás de um gastro para me consultar e realizar os exames necessários

    Reply
  • 20 de outubro de 2016 at 17:48
    Aline

    Ola meninas, me identifiquei muito com o que a Mari contou, não consigo ingerir os produtos Zero Lactose pois também passo mal, estou tratando a intolerância ha 6 meses. Comecei com dois quadros de fortíssima dor abdominal (com medicação no hospital) passei por diversos exames (colonoscopia, tomografia,etc) que nada constaram então descobri que sou 100% intolerante a lactose junto com a nutricionista. Meu tratamento ate o momento foi tomar vitaminas (que estavam baixa), remédios, probióticos e estava me sentindo muito melhor, então a nutri sugeriu tentar inserir alguns alimentos e apos uma semana como o processo de adaptação primeiro com os Zero Lactose comecei a ter os sintomas severos outra vez e por isso precisei cortar tudo de novo. Nao tomei a enzima lactase ainda pois tenho receio, vi gente que passou mal mesmo assim e eu já cheguei a ficar dias de cama por ingerir alimentos apenas com tracos de leite, então não vou testar por enquanto. Gostaria de tirar uma duvida com vcs quanto aos sintomas, se eu comer algo com leite tenho necessidade de ir ao banheiro em torno de 20 minutos depois e com leve cólica, mas mesmo depois fico dias ainda com dores localizadas logo abaixo do umbigo nas duas laterais (doí quando aperto ou me movimento muito como no pilates), barriga super estufada e muitos gases sempre com o mesmo cheiro desagradável, intestino desregulado. Alguma de vcs tem sintomas por dias? E tem essa dor localizada em algum ponto especifico da barriga?

    Beijos e muita Paz!!!

    Reply
  • 2 de julho de 2016 at 18:05
    Warley Braz

    Me ajuda pf acabei de descobrir que sou IL não sei oq fazer tudo me faz mal 🙁 hoje comi barata frita e me fez mal…
    ; (

    Reply
  • 11 de fevereiro de 2016 at 10:40
    Natália Ehiosun

    Me identifico com a Mariana, principalmente na parte que afeta minha vida social e a profissional. A intolerância me impede de sair de casa, porque não sei que horas vou passar mal, quando meu intestino que fica inflamado me dá diarreia o tempo todo, já fui na nutricionista e ela me passou uma dieta que contém queijo! Fui no gastro e fiz vários exames e ele simplesmente me disse para não consumir mais nada que tem lactose. me sinto sem apoio médico e fico pesquisando na net como melhorar, a pior coisa é quando não estou bem não sei o que fazer para ficar mais saudável.

    Reply
  • 10 de junho de 2015 at 22:42
    Andreza

    Olá Flavia, tudo bem? Gostaria de saber se tem algo sobre IL mas pra bebês, achei pouca informação e estou com muitas dúvidas! Se puder me ajuda te agradeço muito!!! Bjs

    Reply
  • 20 de janeiro de 2015 at 22:47

    Boa noite
    Tô com.54 anis e descobri que sou IL. Não tô comendo nada derivado ao leite. Mas tô passando muito mal todos os dias. Com dores. Gazes. Indo ao banheiro várias vezes. não tenho formação fecal.. Comprei enzima hj para experimentar. Me ajudem e assim.mesmo?

    Reply
  • 31 de dezembro de 2014 at 1:12
    Sabrina

    Olá.
    Esses leites que são zero lactose pode usar para fazer algum doce, bolo, essas coisas?

    Reply
  • 16 de maio de 2014 at 22:49
    Cristiana Cardoso dos Santos

    Tenho 50% de intolerância a Lactose, os sintomas que eu sinto são um pouco diferentes e demorei pra descobrir, no inicio raramente sentia cólicas com desarranjo imediatos, ms tinha terríveis. Muitas vezes me sentia enjoada, náuseas dor de cabeça, ía medir pressão não era nada, todo mundo acha que é gravidez e nada. No final de ano de 2010 comecei sentir muita dor nos meus seios e não consegui mas tomar anticoncepcional, de um ano atrás pra cá estou sempre inchada, me sinto mal muita dor nos seios, cansaço, sono. Não sabia que era tão grave. Foi quando procurei uma farmácia de manipulação na sexta passada e a Drª da farmácia me deu um remédio pra diminuir a flatulência e outro pra desinflamar os seios, enfim tô sofrendo muito, preciso de ajuda. Os médicos não ajudam muito dizem que é pra eliminar o leite apenas, mas como diminuir as dores, o inchaço a flatulência mesmo cortando o leite? Vai demora muito pra limpar o meu organismo? Gostaria de saber se mais alguém também tem esse sintoma de dor nos seios, parece que tem TPM o mês inteiro!? O que tenho que fazer?

    Reply
    • 19 de maio de 2014 at 8:27

      Oi Cristina.
      Para saber quanto tempo e como limpar seu organismo só indo em um profissional da saúde, como por exemplo nutricionista funcional.
      Em realação a sua TPM constante e dor nos seios, eu tomei pilula por muitos anos e ha quase 3 eu parei e coloquei o diu mirena. Eu resolvi parar exatamente por ter dores nos seios e tpm o mes todo. No Brasil todas as pilulas anticoncepcionais usam lactose como excipiente, não sei ate que ponto isso influenciou nesses sintomas, mas desde que parei com ela me sinto infinitamente melhor. Converse com seu ginecologista para buscarem alternativas, cada organismo reage de uma maneira então o melhor a fazer é ficar atenta aos sinais e procurar um bom profissional para te auxiliar 🙂
      um beijo!

  • 12 de maio de 2014 at 12:12
    Suzana Aparecida Maldonado

    Olá Flávia tudo bem, li seus comentários e achei muito legal me aprofundar mais nesse assunto. Há um ano traz fiz uma cirurgia Bariátrica e dai comecei a ter sintomas estranhos cada vez que consumia algo que leva leite só então descobri que desenvolvi a intolerância a lactose, agora quero cada vez mais me aprofundar mais nesse assunto,pois, as vezes chego esquecer desse detalhe e acabo passando mal bjo

    Reply
  • 12 de maio de 2014 at 12:12
    Suzana Aparecida Maldonado

    Olá Flávia tudo bem, li seus comentários e achei muito legal me aprofundar mais nesse assunto. Há um ano traz fiz uma cirurgia Bariátrica e dai comecei a ter sintomas estranhos cada vez que consumia algo que leva leite só então descobri que desenvolvi a intolerâcia a lactose, agora quero cada vez mais me aprofundar mais nesse assunto,poi, as vezes chego esquecer desse detalhe e acabo passando mal bjo

    Reply
  • 15 de abril de 2014 at 12:46
    Mari

    Oi Brenda! Desculpa a demora para te responder, não tinha visto sua pergunta antes. Quando experimentei comer queijo, ou tomar leite tipo “lac free” (feitos com leite de vaca com adição industrial da enzima), em quantidades do tamanho da minha fome (rs), tive no dia seguinte sintomas tais quais como se eu tivesse comido coisas com lactose. Ou seja, dor de barriga, cólica, estufamento, diarréia. Triste, né? Mas consegui encontrar meu limite, só testando mesmo. Consigo comer, sem ter nenhum tipo de mal estar, por exemplo, um sanduíche com duas fatias pequenas de queijo lac free, ou ralar queijinho em cima da massa, ou tomar meio copo de leite. Mais que isso, meu corpo não dá conta. Infelizmente só foi possível descobrir isso através de tentativa e erro, cada corpo tem uma reação. Esses tipos de erros são mesmo frustrantes, mas fazem parte do processo. Se está te dando gases e enxaqueca, tente diminuir a quantidade ingerida dos produtos lac free, até encontrar o limite onde você pode matar a vontade de comer, sem prejudicar seu organismo. Beijos e boa sorte!!

    Reply
  • 10 de março de 2014 at 16:04
    Brenda

    Flavia, queria muito saber o que a Mari sente quando consome muito dos produtos Lac free, tipo queijos, leites etc.
    Mesmo não tenho alergia a proteina do leite só IL, se eu como demais fico meio inchada, dor de cabeça… Não sei se é normal..
    Beijos obrigada!!!

    Reply
    • 18 de março de 2014 at 8:47
      Vanessa

      Na verdade há uma grande confusão em relação aos produtos “Lac free” e “Zero lactose”. Estes produtos contêm leite sim, porém possuem a enzima lactase para auxiliar os intolerantes a digeri-la. Muitas pessoas poderão passar mal mesmo assim, pois a quantidade da enzima lactase necessária na digestão é diferente para cada indivíduo e só um gastroenterologista pode prescrever a quantidade exata. Consumir produtos “Zero lactose” é o mesmo que consumir leite porém levemente “mascarado”. Sempre que estiver escrito no rótulo Zero Lactose, procure os Ingredientes que você verá: Enzima Lactase.

    • 15 de abril de 2014 at 12:49
      Mari

      Oi Brenda! Desculpa a demora para te responder, não tinha visto sua pergunta antes. Quando experimentei comer queijo, ou tomar leite tipo “lac free” (feitos com leite de vaca com adição industrial da enzima), em quantidades do tamanho da minha fome (rs), tive no dia seguinte sintomas tais quais como se eu tivesse comido coisas com lactose. Ou seja, dor de barriga, cólica, estufamento, diarréia. Triste, né? Mas consegui encontrar meu limite, só testando mesmo. Consigo comer, sem ter nenhum tipo de mal estar, por exemplo, um sanduíche com duas fatias pequenas de queijo lac free, ou ralar queijinho em cima da massa, ou tomar meio copo de leite. Mais que isso, meu corpo não dá conta. Infelizmente só foi possível descobrir isso através de tentativa e erro, cada corpo tem uma reação. Esses tipos de erros são mesmo frustrantes, mas fazem parte do processo. Se está te dando gases e enxaqueca, tente diminuir a quantidade ingerida dos produtos lac free, até encontrar o limite onde você pode matar a vontade de comer, sem prejudicar seu organismo. Beijos e boa sorte!!

    • 26 de janeiro de 2015 at 15:35
      Alcione Rosa Ferreira Rodrigues

      Oi Brenda, gostaria de informar que há 04 meses minha vida mudou devido a Intolerância a Lactose, e sinto mal quando como qualquer coisa com Zero lactose. Já fiz os testes com o leite de variadas marcas, queijos, yogurtes e requeijões… TODAS as marcas me fizeram passar mal… O melhor é conviver sem a lactose… Mesmo usando a enzima, tomei 03 de uma vez para comer pizza, foi um desastre… dor de cabeça, enjoo, indisposição, canseira fora do normal, intestino solto, dor na barriga… e assim vai uma sequência de sintomas… prefiro não comer nada com lactose a passar mal… Bjosss

  • 28 de fevereiro de 2014 at 13:50
    Helena

    aiiii eu quero essas receitas!!!

    Reply
  • 26 de fevereiro de 2014 at 15:49

    Nosssa, super me identifiquei com a história da Mariana.
    Sempre achei que a enzima que o gastro me passou era fraca demais porque também tinha que tomar de 3 a 4 pra não sentir os efeitos colaterais depois. E, foi depois da IL que comecei a cozinhar e amar muito fazer isso. Acho que foi a melhor forma de me cuidar e cuidar da minha família também.

    Vou te mandar minha história tbm, flor! :*

    Reply
    • 26 de fevereiro de 2014 at 15:54

      Aline amada, mande!!! Vai ser demais sua história aqui, super inspiradora 🙂
      um beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *