Como é a minha alimentação sem glúten e lactose

Como é a minha alimentação sem glúten e lactose

Oioii amores! Hoje vim mostrar como é a minha alimentação sem glúten e lactose.

Esses dias falei lá no Instagram e no Facebook que as receitas que mostro por lá diariamente não fazem parte da minha rotina alimentar e várias pessoas ficaram sem entender.

Explico: aqui no site e lá nas redes sociais, eu normalmente publico receitas de bolos, doces, pães, tortas, biscoitos – e nada disso faz parte do meu dia-dia, são exceções a minha rotina.

Caro e difícil de achar?

Muitas pessoas me perguntam o que comer, porque tudo sem lactose e glúten é caro, difícil de fazer e de encontrar. Amigos, NADA A VER!!!! Comida de verdade já não tem lactose e glúten naturalmente, e por isso fiz um super guia de café da manhã, almoço e jantar, para você ver como é MUITO mais simples do que parece e se inspirar aí na sua casa 😉

Não tem segredo para ter saúde e manter o equilíbrio: comida de verdade é regra, lanche é exceção. Comida é comida, lanche é lanche. A gente precisa entender a diferença e saber quando comer um e quando comer outro.

Se você come bolo, doces, pães, todo dia, algumas vezes na semana ou toda semana, é regra, não exceção.

Eu trabalho na cozinha, testo muitas receitas, dou muitos cursos e aulas, e por isso, muitas vezes, não como nada do que faço.

Não entenda mal, eu AMO minhas receitas, mas se eu comer todo dia, vou ganhar peso e vou acabar me acostumando a comer só lanches.

Vamos lá, vou mostrar aqui como são minhas refeições normalmente.

Café da manhã

Meu café da manhã começa com bastante hidratação. Logo cedo já tomo alguns copos de água. Um deles espremo meio limão e tomo. Essa prática auxilia na remoção de toxinas, melhora a digestão, entre outros benefícios.

Às vezes eu tomo suco verde, às vezes não. Depende se estou com vontade! Quando faço suco verde, ele SEMPRE tem bem mais verduras do que frutas.

Uma das receitinhas que mais amo:

  • 2 folhas de couve
  • 1 copo de água de coco
  • 1 pedaço de pepino
  • 1 pedaço de gengibre
  • 1 pedaço de batata yacon – não tem gosto de batata, parece tipo uma pêra. É ótima para regular níveis de açúcar no sangue.

Aí eu sempre consumo proteínas, gorduras boas e algum carboidrato.

A proteína normalmente é ovo, que faço ou minha panqueca sem glúten que amo, ou faço mexido, ou omelete com temperinhos. Quando faço minha panquequinha sempre acrescento fibras com algum farelo, farinha ou sementes.

Aqui você pode ver várias versões dela.

Como opção de carboidrato normalmente eu como batata doce, banana, banana da terra cozida ou aipim. Deixo a batata doce/aipim cozido e como durante a semana.

Beeem de vez em quando tem pão ou tapioca.

Gorduras normalmente vem de pastas de nuts (castanha de caju, macadamia, amendoim, amêndoas) que coloco em cima da panqueca ou batata doce. Adoro também abacate, que como puro ou às vezes faço a minha maionese de abacate que é sucesso!

Ultimamente tenho bebido café, sempre compro orgânico e tomo com leite vegetal. Mas amo chás também, e faço um com especiarias que fica maraaaaaa!

Às vezes faço mingau, pudim de chia e bem às vezes rola um bolinho no café da manhã.

Almoço

Meu almoço sempre começa com muita salada! De uns anos para cá criei o hábito de comer bastante folhas e verduras e sinto muita diferença.

Primeiro porque começando a refeição comendo saladas, eu acabo comendo menos do resto. Segundo porque folhas e verduras são ótimas fontes de fibras e micronutrientes importantes.

Além da salada, eu como proteínas e carboidratos. Gosto também de ter algum legume refogado com alho e azeite, como repolho, brócolis, couve-flor, vagem, xuxu, abobrinha, couve, espinafre, folha de mostarda, que eu amooo, etc.

A proteína eu vario entre peixe, frutos do mar e às vezes frango (que sempre dou preferência pelo orgânico da Korin). Não compro carne vermelha em casa, não gosto muito.

Eu gosto bastante de proteínas de origem vegetal. Sinto que são mais leves e apesar de não pode exagerar em grãos e sementes por causa da doença celíaca, eu gosto de consumir para dar uma folga aos bichinhos!

Para esses casos gosto bastante de cogumelos, tofu, grão de bico e lentilha. Você pode ver aqui como fazer um hambúrguer de quinoa, deli!

Os carboidratos normalmente são batata doce, abóbora, aipim, inhame, ou algum purê. Às vezes macarrão de arroz ou de milho, às vezes farofa, às vezes arroz cateto.

Sem segredos, né?

Jantar

Na janta eu como mais levinho, e gosto de jantar cedo.

De novo faço uma saladona, e às vezes ela já é meu jantar. Nesse caso eu incremento ela com granola salgada, alguma fonte de proteína e um molho bem gostoso.

Às vezes faço um omelete, uma torta lowcarb, um assado com legumes, ou junto o que sobrou na geladeira e tento inventar alguma coisa, tipo esses croquetes de frango e batata doce com saladinha e molho de tahine.

A photo posted by Flavia Machioni (@lactosenao) on

Para facilitar, criei um e-book gratuito com 10 receitas para um cardápio perfeito. Preencha o formulário abaixo e recebe em seu e-mail!


Deixei aqui na galeria de fotos, umas imagens de algumas refeições minhas. Mas, de verdade, não tem segredo nenhum: comida de verdade é comida caseira, aquela que nossos avós e pais comiam desde sempre e que por algum motivo nós trocamos por saquinhos, pacotes, caixas e latas.

Quantidades variam de pessoa para pessoa, assim como indicações específicas. Nem todo alimento faz bem e é necessário para todos. Portanto, como eu sempre digo, procure um bom nutricionista funcional para te acompanhar e te dar uma ajudinha.

Se tiverem dúvidas, deixem aqui! Vou adorar saber também o que achou do post.

Super beijos!

 

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas de formação. Faz 7 anos que venho mudando meu estilo de vida para ter mais saúde e bem estar e divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

20 comentários em “Como é a minha alimentação sem glúten e lactose

  • 24 de novembro de 2016 at 17:52

    Ola Flavia dessa diera sua nao existe lanches e ceia ?

    Reply
    • 24 de novembro de 2016 at 19:25

      Oi Sineide! Não faço dieta.
      Eu como quando sinto fome 🙂
      Se tenho fome entre as refeições, como, se não, não.
      Ceia não faço, prefiro comer cedo e dormir de estômago vazio, me sinto melhor.
      Como disse, cada organismo tem necessidades e especificações diferentes, por isso o acompanhamento profissional é bem importante.

      Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 20:22
    Ellen

    Oi Flávia! Tudo bem? Adoro suas dicas e receitas. Minha história é um pouco parecida com a sua, acho que com uma pequena diferença pq tenho SII, isso dificulta muito minha alimentação e fico muito perdida do que devo ou não comer. Dessas dicas de hoje, o repolho, a couve flor, brócolis, couve, grão de bico, lentilha e outros, não devo comer segundo a dieta de Fodmaps, pra completar, ainda não gosto de nenhum tipo de frutos do mar. Gostaria muito de dicas do quer comer durante esse período de tratamento, não acho muita informação sobre a dieta de Fodmaps. Vc teria alguma dica? Já passou por isso alguma vez? Bjos e obrigada por nos ajudar com conteúdos brilhantes!

    Reply
    • 25 de novembro de 2016 at 11:23

      Oi Ellen!
      Nunca fiz a dieta Fodmaps. Chegaram a cogitar que eu tivesse intolerância a carboidratos complexos, antes de saber da doença celíaca, mas não se confirmou.
      Neste caso, o ideal é você procurar um bom nutricionista para te auxiliar. Não tenho conhecimento e nem devo passar instruções sobre alimentação, ainda mais em casos específicos como o seu.
      De qualquer maneira, a minha dica é sempre não focar no que não pode, e sim no que pode.
      Um beijo!!!

      Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 10:39
    Cleire Barbosa

    Oiii Flavia,te acompanho faz tempo e tenho intolerancia (zero) à lactose,você sabe me dizer se aqueles leites que dizem ter 0 lactose realmente nao tem?Vou explicar porque: ja tenteivarios leites organicos e nao gostei ,seria falta de costume ou realmente nao tem um gosto bom?ou seria esses de caixinha muito ruim mesmo?

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 16:30
    Ana paula

    Flavia qual leite vegetal combina mais com cafe..bjs

    Reply
    • 29 de novembro de 2016 at 10:51

      Oi Ana Paula!
      Isso vai muito de gosto.
      Os meus preferidos são de coco e amêndoas, caseiros.

      Reply
  • 26 de novembro de 2016 at 17:22

    Oi Flávia, parabéns pelo blog! Eu já sou fã das suas receitas que me têm ajudado muito nesta minha nova vida alimentar 🙂

    Reply
  • 30 de novembro de 2016 at 9:27
    FLAVIA

    Oi, Flávia, tenho uma dúvida e já procurei em muitos lugares na internet, mas não encontrei resposta. Espero que possa me ajudar.
    Quero saber se os produtos zero lactose ou ingerir a enzima são o suficiente para o intolerante ou se mesmo assim podem causar inflamação intestinal?

    Reply
    • 30 de novembro de 2016 at 16:59

      Oi Flavia!
      Depende muito do grau de intolerância que você tem e como são seus hábitos.
      O ideal é conversar com o nutricionista que te acompanha e estar sempre atenta aos sinais do seu organismo.
      bjs

      Reply
  • 2 de dezembro de 2016 at 12:24
    Josy Cris Maciel

    Ola Flavia.. o que voce come antes e depois dos treinos?

    Reply
    • 12 de dezembro de 2016 at 18:15

      Oi Josy!
      Depende muito, às vezes é o próprio café da manhã, almoço ou janta.
      Quando não varia entre banana, batata doce, panqueca, shake de proteína, etc.
      Sempre com o auxílio de nutris 🙂

      Reply
  • 4 de dezembro de 2016 at 23:09
    Cris

    Olá! Emagreceu com essa nova forma de alimentação?
    Gostaria de ganhar e manter, e não perder.
    Obrigada.

    Reply
    • 6 de dezembro de 2016 at 21:21

      Oi! Não, eu mantenho meu peso, não emagreço.
      bjs

      Reply
  • 18 de setembro de 2017 at 14:05
    KATHERINE LIMA

    Oi Flávia!!! Tô encantada com suas dicas!
    Estou numa alimentação restritiva quanto a glúten, leite e derivados e açúcares.
    Qual(is) dos seus manuais me indica para ter receitas saborosas principalmente de lanches?
    Vc tem planejado curso no RJ? Preciso aprender a utilidadedos ingredientes. Às vezes parece uma.atrefa taaaao difícil!!!
    Help me!!!!!! Rssss.

    Reply
  • 19 de setembro de 2017 at 9:51
    Janaina Langbecker

    Olá Flávia! adoro seus posts! Mas me tira algumas dúvidas, tu não come feijão? E sobre a dieta do Método Myers, o que excluiu? Conseguiu excluir arroz, ovo, aveia? Fico no aguardo do seu retorno e desde já agradeço sua atenção!

    Reply
  • 26 de abril de 2018 at 12:50
    Daniele

    Mas não come arroz e feijão?
    Eu tenho intolerância a Lactose e suspeito de Gluten, mas os médicos não pedem exames…afff, mtas dores abdominais, gases, diarréias, depressão, pele uma droga, e, não menos importante, anemia! Tomo anticoncepcional p parar de menstruar e conseguir uma reserva de ferro no organismo. Tomo ferro e probioticos (esse por minha conta). Sempre fico com mas duvidas na hora de comer alguma coisa como arroz, por exemplo, tapioca entre outros, nunca sei se devo retirar da alimentação diária o gluten ou os carboidratos e com a correria do dia a dia, acabo comendo e só me lembrando depois de já ter comido.

    Reply
    • 27 de abril de 2018 at 9:43

      Oi Daniele!
      Como arroz e feijão sim, são comidas naturais e nutritivas, que é a base da minha alimentação. Aqui eu mostro uma parte da minha alimentação, não ela inteira.
      Suas dúvidas podem ser esclarecidas por uma boa nutricionista.
      Nenhuma alteração na dieta deve ser feita sem acompanhamento profissional.
      Bjs

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Politica de Cancelamento para Cursos Online - Empresa Lactose Nao - F.M.M. MEI (CNPJ: 19.521.725/0001-53)

l