Glutamina e probióticos e a intolerância à lactose

Oioii gente!!! Depois de um tempo meio ausente, voltei! Começo de ano sempre é corrido né? Alguém me explica COMO já estamos no fim de janeiro se ontem foi noite de ano novo? Socorro!!!

Mas enfim, estou cheia de dicas que quero dividir com vocês, e pretendo atualizar aqui bem mais frequentemente – se minha internet colaborar pois desde semana passada ela está testando minha paciência!!!

Hoje, finalmente, vim falar sobre a glutamina e probióticos e a intolerância à lactose. 

Lembram que comentei que a dra Juliana, minha nutricionista, recomendou que eu utilizasse eles no tratamento para melhora do meu quadro inflamatório devido à intolerância? Bom, agora vim falar um pouquinho mais sobre eles e sobre o que fazem.

Eu já comentei aqui no blog a importância de uma alimentação balanceada, rica em nutrientes, para o equilíbrio da flora intestinal né? Ultimamente tenho lido bastante sobre o funcionamento do nosso intestino, sobre a disbiose e simbiose, as bactérias que mantêm nosso intestino regular, principalmente depois do meu retorno no meio de dezembro na dra Juliana – vou falar sobre isso em um outro post!

Para introduzir um pouco o assunto, nós, que temos intolerâncias e alergias alimentares, acabamos por desenvolver a disbiose intestinal , que é um estado em que a microbiota intestinal (que segundo estudos representa de 1 a 2 kg do nosso peso!!) produz efeitos nocivos como mudanças quantitativas e qualitativas na própria microbiota intestinal, mudanças na sua atividade metabólica e na permeabilidade da mucosa intestinal, e mudanças em sua distribuição do trato gastrointestinal.

A disbiose não ocorre somente em quem tem alergias ou intolerâncias alimentares, a alimentação rica em alimentos processados e carboidratos simples (açúcar e farinha refinada), o uso indiscriminado de antibióticos, o estresse crônico e imunidade debilitada, a excessiva exposição a toxinas ambientais como antibióticos das carnes e os agrotóxicos das plantas, também são fatores que causam o desequilíbrio da flora intestinal.

Vamos começar com os probióticos.  Os probióticos são organismos vivos administrados em quantidades adequadas, que conferem um efeito benéfico à saúde por repor a flora intestinal danificada.  Eles atuam na modulação da microbiota intestinal através da inibição da colonização desta mucosa por patógenos.

 Ou seja, os probióticos vão refazer a flora intestinal danificada e auxiliar na reversão do processo inflamatório. Normalmente o uso dos probióticos é feito por um período até que a flora se estabilize, para que então possa ser mantida através da alimentação balanceada e rica em frutas e verduras.

Para complementar o tratamento é utilizada a glutamina, que é um aminoácio essencial que estima-se que represente 60% dos aminoácidos livres presentes no organismo. Seu principal órgão de armazenamento é o músculo, fator que faz com que a glutamina seja usada por praticantes de atividades físicas.

No tratamento da disbiose ela é utilizada pois durante a inflamação intestinal, o tecido muscular envia grandes quantidades de glutamina para o sangue, portanto, sua utilização pela mucosa intestinal já comprometida, excede sua produção. A glutamina é uma importante fonte energética para células do sistema imune (macrófagos, linfócitos e células T) e seus níveis no plasma podem reduzir significativamente durante exercícios de alta intensidade, infecções virais e bacterianas, estresse e traumas, resultando em um balanço negativo. Na maioria dos casos um fornecimento extra de glutamina na dieta é necessário para estimular o sistema imunológico, preservar a barreira epitelial e a morfologia intestinal.

Portanto a combinação de probióticos e glutamina teria efeito sinérgico no reestabelecimento da flora intestinal, a primeira mantendo a microbiota intestinal equilibrada e a segunda agindo na nutrição da mucosa intestinal e nas células do sistema imunológico.

 Sei que esse post ficou um pouco técnico demais, mas recebi muitos e-mails pedindo para eu falar um pouco sobre o tratamento que estou fazendo então achei legal contar um pouquinho para vocês.

LEMBRO AQUI MAIS UMA VEZ QUE NÃO SE DEVE TOMAR NENHUM TIPO DE MEDICAMENTO OU SUPLEMENTO ALIMENTAR SEM A ORIENTAÇÃO DE MÉDICO OU NUTRICIONISTA RESPONSÁVEL OK? 

Estou contando o tratamento que minha nutricionista dra Juliana Trevilini me passou e que é o mesmo que amigas minhas intolerantes também utilizam e que já li em alguns artigos por aí. Mas por favor não vão sair se automedicando!!!!!!

As fontes que utilizei para escrever esse post foram as seguintes:

Tudo posso mas nem tudo me convém – Dra Gisela Savioli

Revista Essentia Pharmacia edição 2 – setembro 2012

Blog da Essential Nutrition

Intestinal permeability and systemic infections in critically ill patients: Effect of glutamine

Espero que tenha sido útil!

Se você não me acompanha ainda nas redes sociais, corre lá que também tenho postado muita coisa: Youtube, Facebook, Instagram.

* Para saber como estou depois do tratamento que fiz, leia este post aqui. *

flaviamachioni_bannerwebtodasapostilas02

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Sou especialista em cozinha natural, Health Coach formada pelo IIN/NY e Relações Públicas pela UFPR. Há mais de 7 anos venho mudando meu estilo de vida e alimentação para ter mais saúde e bem estar. Divido grande parte desse caminho aqui e em minhas redes sociais.

32 comentários em “Glutamina e probióticos e a intolerância à lactose

  • 5 de julho de 2019 at 10:15
    Diego

    Olá!

    Gostei muito do seu post! Fui diagnosticado com a intolerância a lactose a 1 semana mais ou menos e o gastro pediu para usar o probiotico. Sei que isso varia de pessoa para pessoa, mas no seu caso demorou muito tempo para o seu intestino voltar ao normal?

    Muito obrigado e muita paz, saúde e sucesso para você!

    Reply
    • 5 de julho de 2019 at 15:36

      Oi, Diego! Demorou porque demorei para entender qual a melhor alimentação para um intestino saudável.
      Mas seguindo a alimentação e cuidados que mostro hoje em dia no meu Instagram é mais rápido 🙂

  • 16 de fevereiro de 2019 at 15:27
    Valmiria Gasparotte

    Posso manipular probióticos com a glutamina?

    Reply
  • 26 de setembro de 2018 at 23:45

    A glutamina possui lactose?

    Reply
  • 10 de abril de 2018 at 14:45
    Elaine Vasconcelos

    Queria era achar uma Nutri com experiência assim em IL aqui no RJ… Porque olha, que dificuldade alguém da área com vasto entendimento e boa bagagem. Aí a gente vai peregrinando, e passando perrengue a cada dia. :/
    Bjus, Fla <3 E obrigada por esse post esclarecedor!

    Reply
  • 28 de maio de 2017 at 11:17
    Patricia

    Olá, Flavia.

    Há tempos sigo seu blog pois queria diminuir minha ingestão de leite por motivos pessoais, nada ligado à intolerâncias.
    Porém, há anos eu tenho distensão abdominal. Eu sempre achei que fosse gordura mesmo, falta de exercício, mas observando as alterações de tamanho ao longo do dia percebi que não. Fora outros efeitos que percebi (dor de cabeça, gases, cansaço estremo após comer).
    Enfim, durante esse tempo acompanhei vários posts seus e decidi procurar um profissional ao invés de ficar nos achismos. Fiz um teste de intolerância à lactose e ao gluten e todos deram negativos. Mesmo assim, tudo piora.
    Quais profissionais você procurou? Gastro? Nutricionista? Eu meio que não sei por onde começar…
    MUITO obrigada!

    Reply
    • 30 de maio de 2017 at 9:39

      Oi Patricia!
      Procurei os dois, mas nunca encontrei um gastro bom portanto todo meu tratamento foi feito com nutricionista funcional e endocrinologista ortomolecular.
      bjs

    • 19 de setembro de 2017 at 10:27
      Déborah

      Oi Flavia!!! Você fez então o tratamento ortomolecular? Gostou? Teve uma melhora quanto a intolerância?

    • 20 de setembro de 2017 at 10:39

      Oi Déborah!
      Eu fiz, mas anos depois desse post.
      Senti uma melhora muito grande, mas não na intolerância à lactose.
      Bjs

  • 24 de maio de 2017 at 8:05

    Que legal este blog. É muito bom receber ajuda quando temos IL.

    Reply
  • 25 de janeiro de 2017 at 21:48
    Anamaria

    Ola Flavia, como via? Poderoso me dar o nome e telefone da sua Nutricionista? Obrigada

    Reply
    • 1 de fevereiro de 2017 at 19:38

      Oi Anamaria!
      Sim, segue:
      Juliana Trevilini
      41 3234 1616

  • 30 de novembro de 2016 at 0:37
    Yasmin

    Oi, como você toma os suplementos? toma os dois juntos? mistura em alguma comida ou toma com água?
    Além disso, você faz algum exercício físico?
    Vou explicar a minha situação: sou magra, estou abaixo do meu IMC, e tenho intolerância. Não consigo aumentar minha massa. Faço academia duas vezes na semana, e treinamento funcional uma vez.
    Como de tudo (menos aquilo que tem lactose, claro) mas estou perdendo peso cada vez mais.
    A glutamina poderia me ajudar com a questão da lactose e ainda fazer uma suplementação no que diz a parte de exercícios físicos?

    Reply
    • 30 de novembro de 2016 at 17:00

      Oi Yasmin!
      Eu tomo de acordo com as orientações dos meus médicos.
      Pratico exercício físico sim, todos os dias.
      Você faz acompanhamento com nutricionista funcional? É bem importante.
      bjs

  • 3 de outubro de 2016 at 11:26
    Vilma

    Muito obrigada
    Você me indicaria uma nutricionista funcional no Rio?

    Reply
  • 25 de junho de 2016 at 19:45
    andressa

    Alguem sabe se o pobiotico PROLIVE é livre de lactose? Os probioticos em capsulas geralmete são?

    Reply
    • 13 de novembro de 2016 at 9:10
      Ana

      Eu tomo esse e é ótimo. Comedei tomando por duas semanas direto, depois dia sim dia não por mais duas semanas, passei para cada dois dias e finalmente uma vez por semana. Posso falar que tudo voltou ao normal, até tenho uma produção melhor de enzima lactase agora, pouca mais tenho. Minha intolerância já chegou num nível mais alto, mas hoje ela é leve. Graças a Deus!!

    • 13 de novembro de 2016 at 9:15
      Ana

      Linha 2 leia: comecei.
      Linha 17 leia: ,mas
      Desculpa, gente! 🙂

    • 11 de junho de 2018 at 20:27
      Will

      Na caixa informa!!! Contém LEITE!

    • 10 de janeiro de 2017 at 18:01
      Gustavo

      Na caixa dele fala que contém leite. Eu gostaria de saber se realmente tem lactose ou não =/

  • 17 de fevereiro de 2016 at 19:23
    Jefferson Valdemiro de Lima

    Esse post foi muito bom! Estava com suspeita de Sindrome do Intestino Irritável, e fiz vários exames (endoscopia, colonoscopia, exames de sangue, tomografia, ultrassonografia), enfim vários exames mas que no fim o médico afirmou que eu tenho intolerancia a lactose (Resultados do exame: Basal: 94mg/dL-> 30min:92->45min:85 -> 60min:91 -> 90min:93). Ele mandou cortar tudo que tem leite, inclusive os leite sem lactose, e mandou tomar Probióticos + Glutamina. Com esse post, ficou mais claro as incicações do médico. Muito obrigado Flávia Machioni.

    Reply
  • 3 de junho de 2015 at 7:49
    elaine

    ola flavia! tenho um filho de 10 anos c intolerancia a lacotse, ele tem enxaqueca quando consome algo com leite. ja fez um tratamento com probiotico , ficou bom por um mes mas as enxaquecas voltaram, gostei muito do artigo “glutamina e probiotico” vou discutir isso na proxima consulta com a médica ! voce chegou a fazer algum exame de intolerancia ao gluten?

    Reply
  • 31 de outubro de 2014 at 11:25
    Juliane Moraes

    Olá Flavia
    Você toma os probióticos sempre? Tipo todos os dias?
    Tenho IL também, meu médico receitou os probióticos, eu tomo todos os dias porque me ajudam bastante.
    Beijos

    Reply
  • 21 de outubro de 2014 at 12:11
    Isabel Schadow

    Ola,
    fui diagnisticada com LI e tambem com fructose mal-absorcao..
    A lactose e mais facil de lidar..algumas de voces tem alguma experiencia com o problema de frutose ?
    Abs
    Isabel

    Reply
  • 1 de julho de 2014 at 12:09
    Thaisa

    Boa tarde Flavia, como você é que você tomava a Glutamina e o Probiótico (frequência e quantidade)?
    Obrigada!

    Reply
  • 24 de maio de 2014 at 22:36
    anna

    Gostaria de te agradecer imensamente por essa dica ! Tenho sindrome do intestimo irritavel e você não faz ideia o quanto me ajudou. Muito Obrigada, Obrigada mesmo !

    Reply
  • 25 de fevereiro de 2014 at 9:41
    Ana Virgínia Vilela

    Minha nutri também me orientou a consumir a glutamina (exatamente esse Glutamax) e o probiótico (LactoFos, em sachês).

    Reply
  • 7 de fevereiro de 2014 at 0:27
    Rodrigo Pizarro

    Olá,

    O tratamento com os dois é simultâneo e é muito longo? Os exemplos na imagem do post são os que tem sido mais recomendados ou são os que tu usas, ou apenas ilustrativos, (muitos ”ou” hehe). Vou comentar sobre eles na minha próxima consulta.

    Valeu!!

    Reply
    • 7 de fevereiro de 2014 at 9:30

      Oii Rodrigo!
      Sobre a duração do tratamento e se é necessário os dois suplementos só um profissional vai poder te dizer de acordo com suas necessidades.
      A imagem é ilustrativa, são os que a minha nutricionista recomendou, mas sei que existem diversos no mercado!

      bjs

    • 7 de fevereiro de 2014 at 17:28
      Rodrigo Pizarro

      Valeu Flavia!

  • 30 de janeiro de 2014 at 10:57
    Francisca Gomes dos Santos

    Depois de muitos anos sofrendo foi que descobri que sou intolerante à lactose. Então comecei a evitar os alimentos que me prejudicam, porém é muito difícil porque são alimentos que consumi a vida inteira. Agora preciso me reeducar quanto à ingestão de alimentos.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *