Refeições especiais em voos

Olá queridos!!! Como estão?

Lembram que eu comentei que estava trabalhando em alguns posts diferentes? Então, o fim de ano está chegando, junto com ele as viagens, as férias, as festas, e isso me fez pensar que precisamos de algumas dicas antes de fazer as malas, certo?

Nós que temos intolerância à lactose temos alguns motivos a mais para ficarmos ansiosos com as viagens, especialmente se forem longas né?

Quem nunca ficou no desespero pensando o que poderia comer? Ainda mais se a viagem é longa E de avião. Aposto que não sou a única que fico preocupada se terei que passar fome ou passar mal nas longas horas de voo! hahaha

Esse primeiro post sobre viagens vou falar um pouco sobre o serviço de bordo dos aviões e as refeições especiais em voos.

Quando eu ainda não sabia que tinha Intolerância à Lactose fiz uma viagem para a Austrália, e são loooooooooooongas horas entre aeroportos e aviões (umas 30 e poucas).  Como não sabia o porque eu passava tão mal – lembram? contei aqui, comi tudo que me serviram (eu tenho bastante fome, difícil eu recusar comida!!).

Nessa viagem em específico serviram três cafés da manhã durante os quatro voos que peguei, sim, três – o fuso dessa viagem é difícil. Tinha omelete em praticamente todos eles, e vamos combinar que ovo é o que menos tem nesses omeletes de avião né? É mais leite que outra coisa.

Já entenderam o que aconteceu né? Passei mal na viagem, óbvio.

Aí no fim do ano passado fui para o Canadá. Até perguntei para a aeromoça se eles tinham por acaso alguma refeição sem leite, mas ela me informou que você precisa reservar com antecedência. O casal que estava sentado ao meu lado recebeu uma refeição especial, eles reservaram a vegetariana. Mas eles não eram vegetarianos! Segundo eles, eles reservam refeições especiais porque é mais bem servida. Espertinhos né?

Enfim, o que realmente importa para nós é que várias companhias aéreas oferecem refeições especiais em seus vôos. Pesquisei algumas das principais e vou listar aqui para vocês quais as refeições disponíveis e como fazer para pedi-las. São diversas opções como veganas, sem glúten, sem lactose, kosher (para judeus), baixas calorias, baixo teor de sódio, especial para diabéticos, entre outras.

Então gente, papel e caneta na mão e chega de sofrer em viagens longas (pelo menos as de avião) 🙂

SL: Sem Lactose

SG: Sem Glúten

VEG: Vegetarianas

DB: Diabéticos

FR: Dieta segundo Fé Religiosa

Para mais informações:

Aerolineas Argentinas

Air Canada

Air France

American Airlines

British Airways

Delta Airlines

Emirates

KLM

Lan

Lufthansa

Qantas

TAM

Repararam que a maioria são companhias internacionais né? As nacionais cobram o serviço de bordo, então realmente não tem a opção de refeições especiais. As que não cobram servem snacks, tipo bolachas e amendoim.

 Gostaram do post?

Alguém também já sofreu com viagens longas?

Gostou das minhas dicas? Me acompanhe também nas redes sociais, sempre posto coisas novas! Youtube, Facebook, Instagram.

Um beijo!

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Oiii, eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Aqui, divido minhas invenções na cozinha, dicas de viagem, mostro meu estilo de vida e passo um pouquinho do que tenho aprendido desde que descobri ter alergias alimentares ao glúten e leite :)

11 comentários em “Refeições especiais em voos

  • Pingback: Refeições especiais em cruzeiros - Lactose Não

  • 27 de maio de 2013 at 18:55
    Patricia

    Olá,

    Eu fiz uma viagem este ano para os estados unidos e como já sei da minha intolerância a aproximadamente 1 ano e meio, fui munida de lactase pois tinha certeza que sofreria com a alimentação no voo, como minha intolerância é muito alta, mesmo com remédio ainda tenho os “efeitos colaterais” eles são apenas minimizados.

    Na ida a refeição era um raviole com recheio de queijo (bom né…) na volta nem sei, porque neguei antes de saber o que era. Comi uns sanduíches que fiz para a viagem.

    A parte legal (e por isso resolvi escrever um comentário) é que na minha estadia lá descobri um “cream cheese” de tofu, a marca é tofutti (http://www.tofutti.com.br) eles já tem alguns produtos no Brasil (tipo sorvetes de massa) e mais uns 2 meses devem ter o “Its Better then Cream Cheese” em SP.
    E o cream cheese é bem gostoso viu. Estou ansiosa para a chegada dele aqui e receosa pelo preço do potinho. 😀

    Parabéns pela dica!

    Reply
  • Pingback: Refeição sem lactose e sem glúten no avião - Lactose Não

  • 11 de outubro de 2013 at 14:33
    Lígia B.

    Flavinha, só vi agora esse post mas quero te dizer que passei MUITO MAL (de intoxicação alimentar mesmo, não intolerancia) na volta de taiwan pela Korean Air e solicitei alimentação especial (vegetariana no caso, porque uns amigos pilotos me falaram que seria mais leve) por causa da doença e foi ótimo!
    valeu mega a pena!
    beijinhos amiga!

    Reply
  • Pingback: Lactose Não em Nova York - Lactose Não

  • 18 de novembro de 2014 at 22:06
    Talita Furtado Pinheiro

    Muito boa dica! Fiquei sabendo que em hotéis all inclusive também podemos avisar com antecedência e reservar! Beijos

    Reply
  • Pingback: Dicas sem glúten e lactose em Miami - Lactose Não

  • 15 de julho de 2015 at 8:20
    Heloisa Carvalho

    Que alegria ler esse post! Hahaha, apesar de ser 3 anos depois… Ainda foi útil. Vou fazer uma viagem esse ano e estava pensando nisso! Quando fui ano passado, percebi que algumas pessoas receberam refeições diferentes, mas na época a IL e o refluxo não estavam tão mal, então não liguei. Esse ano vou reservar com certeza!

    Reply
  • 31 de outubro de 2015 at 13:15
    MARCINHO

    Muito legal este post (2013), pois sou SL (sem lactose), e isso me ajudou a planejar melhor a minha primeira viagem inter, poderia me dizer se tem mais Airlines com esses serviços em 2015/2016

    Reply
  • 18 de dezembro de 2015 at 16:20
    Talita

    Viajei de Gol para Punta Cana este ano. Liguei solicitando alimentação especial e me informaram que a Gol não disponibilizava esse serviço. Eu estava na exevutiva deles e nem assim tinha esta opção. Um vôo longo e tudo tinha queijo. Acho um absurdo uma companhia aérea não se preocupar com isso hoje em dia, uma vez que cada vez mais pessoas apresentam intolerância alimentar. No meu caso, era só tirar o queijo da refeição. Acredito que isso não dê tanto trabalho e nem onere a companhia aérea. Gol, observe os anseios dos clientes intolerantes. As pessoas têm que entender que não é modinha, é um problema que só quem pasa sabe as consequências do queijo/leite na alimentação. Todas as companhias deveriam pensar nisso.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *