Marmitas sem glúten e lactose para viajar

Oii pessoal!!!

Quem acompanha o Instagram do blog já deve ter visto que eu sempre mostro minhas marmitas sem glúten e lactose para viajar né?

Eu digo que intolerante viajante tem que se programar! Na verdade não só quando viaja, no dia-dia organização e planejamento são as chaves do sucesso para evitar situações inesperadas ou medidas drástica hahaha

Hoje estou indo a São Paulo e achei que seria uma boa fazer um post mostrando algumas das marmitas sem glúten e sem lactose que já preparei nas minhas andanças por aí.

Seja um fim de semana na praia, bate-volta para São Paulo ou viagem internacional, eu sempre levo comida comigo. A gente nunca sabe quando vai surgir a fome, e nem sempre – para não dizer quase nunca – temos opções de fácil acesso né?

Bom primeiro de tudo, é legal comprar uma lancheira térmica! Garanto que você não imaginou que voltaria a usar lancheira algum dia – eu também não, mas hoje tenho um amor infinito por elas 🙂

marmita-saudavel-sem-lactose--sem-gluten.

Aí vem o mais importante: o que colocar dentro dela!

Eu tenho algumas receitas quebra-galho sabem? O salgado sem lactose funcional é um deles. Faço alguns e deixo congelado, aí antes de viajar eu asso e levo na bolsa. Os que estou levando dessa vez eu fiz com o que tinha na geladeira e eu não queria que estragasse: tinha peito de frango cozido já, aí bati no liqüidificador até ficar bem picadinho. Cozinhei batata salsa orgânica (corto em fatias para cozinhar mais rápido), coloquei duas colheres de sopa de biomassa e 3 de farinha de linhaça. Misturei tudo e recheei com ricota de amêndoas que tinha pronta na geladeira, cenoura ralada e tomate cereja picado. Ficaram muitooo deli!!

Ainda dá série “fiz para levar”, tem o pão de amêndoas. Para viagens eu asso eles em formas de bolinho individuais, monto sanduíche e levo enroladinho em papel filme/alumínio.

marmita-saudavel-sem-lactose-sem-gluten1

Aqui ainda levei granola funcional caseira, banana e barrinha de proteína da Pure Organic

Outra receita que gosto de fazer para levar para viagens são os cookies de amêndoas sem lactose e sem glúten. Faço eles com o resíduo do leite vegetal e eles ficam muito deliciosos!

marmita-saudavel-sem-lactose-sem-gluten-2

Ameixa, cookies de amêndoas, banana e barrinha Bio2 Nuts.

Para os dias em que não tive tempo de cozinhar com antecedência – pois é, até quem trabalha na cozinha fica sem tempo de cozinhar, faz sentido? hahaha – eu compro uns produtinhos prontos que quebram o galho!

marmita-saudavel-sem-lactose-sem-gluten.

Cookies sem glúten e lactose Babycakes, barrinhas da Harry’s e da Agtal, Smoothies da Jasmine e pão da Berti

E para os dias que não tive tempo de cozinhar e nem de ir às compras: castanhas, verduras e frutas!

marmita-saudavel-sem-lactose-sem-gluten-

Ameixa, cenoura, morangos e castanhas de caju.

Bom é mais ou menos isso! Eu tento garantir alguns quebra-galhos para ter durante a estrada, voo ou até durante o dia quando fico muito tempo na rua.

Não adianta, nós que temos restriçoes alimentares precisamos aprender a nos programar e nos prevenir.

A fome sempre aparece, mas opções que nos atendam nem sempre.

Agora quero saber, vocês também levam marmita e lancheira para os lugares?? ihihihi

Um beijo!

flaviamachioni_bannerwebtodasapostilas02

Sobre o Autor

Flavia Machioni

Flavia Machioni

Oiii, eu sou a Flavia, autora do Lactose Não. Aqui, divido minhas invenções na cozinha, dicas de viagem, mostro meu estilo de vida e passo um pouquinho do que tenho aprendido desde que descobri ter alergias alimentares ao glúten e leite :)

Posts Relacionados

Mais Posts desta categoria

25 comentários em “Marmitas sem glúten e lactose para viajar

  • 16 de julho de 2014 at 13:02
    Bruna Costa

    Oi Flávia,
    nem preciso dizer que me identifiquei muito com o post e que, sim, eu sempre levo lancheira quando eu viajo! hahahaha
    Mas na minha próxima viagem (que será semana que vem) vou ficar com essa alternativa bem limitada. Além de uma viagem de mais de 20h de ônibus, irei acampar no alojamento da univerdidade (ou seja: nada de geladeira!). O que vai me salvar é o fato de o restaurante universitário oferecer opções sem glúten e sem lactose no café da manhã e no almoço e na janta irei me virar comendo opções não duvidosas.
    Se, ainda com essas limitações, você tiver alguma dica, por favor, não esite em dar! hahahaha
    Beijos!

    Reply
    • 16 de julho de 2014 at 18:30

      Oii Bruna!!
      Uau, 20 horas de onibus? Pra onde vc vai menina? kkkk
      Bom, já que não tem como refrigerar, eu diria que você pode fazer os cookies de chocolate que passei receita esses tempos. Ele dura bastante fora da geladeira! Fora isso, investir em castanhas e barrinhas – mas não aquela que é basicamente flocos de arroz e xarope de milho sabe?
      Mas que maravilha que o restaurante terá opçoes sg/sl!!! Amei! Depois me conta como foi? To curiosa ihihih
      Aproveite bastante!!
      um beijo

      Reply
  • 16 de julho de 2014 at 15:37
    Micheline

    Meu novo mantra: “Organização e planejamento são as chaves do sucesso para evitar situações inesperadas ou medidas drásticas.” Flávia, vc falou e disse muitoooo!!!
    Vou comprar minha lancheira (como gostaria que fosse da Barbie, kkk!) e começar a mudar minhas atitudes. Vou tomar juízo e entender que tenho que andar ao lado da intolerância, não contra ela.

    Reply
    • 16 de julho de 2014 at 18:33

      Micheline bem isso!!! Sabe aquela história de manter os amigos pertos e os inimigos mais ainda? Tipo isso com a intolerância hahahah
      Um beijo amada!!

      Reply
  • 16 de julho de 2014 at 21:56
    gabriela

    Me deparei com a doença celíaca e com a intolerância à lactose há uma semana e vivo agarrada na minha lancheira térmica hehehe muito bom se deparar com sites como o seu, cheio de receitas gostosas e dicas muito necessárias para quem, drasticamente, teve que mudar a sua alimentação e readaptar seus hábitos. Obrigada pela ajuda! Sucesso para este site.

    Reply
    • 18 de julho de 2014 at 11:41

      Oii Gabriela!
      Obrigada pela mensagem e pelo carinho, um beijo e volte sempre!!

      Reply
  • 17 de julho de 2014 at 11:21
    Thais

    Estou na busca por uma lancheira ideal, essa de neoprene é bacana?
    Em viagens eu invisto bastante em frutas e castanhas e procuro me hospedar em lugares que eu tenha acesso à cozinha. Mas o mais difícil pra mim é almoçar/jantar fora. Sou super intolerante à soja e praticamente todo lugar cozinha com óleo de soja! Fico refém de carne e salada todo dia, sem grandes variações.

    Reply
    • 18 de julho de 2014 at 11:40

      Oi Thais!
      Ela é boa sim, mas não mantem a temperatura por longos períodos.
      Tenho uma outra que segura mais.
      Na internet tem varias opções, já deu uma pesquisada?? bjs!

      Reply
  • 28 de julho de 2014 at 22:02
    Elizabeth Foerster Casagrande

    Nossa adorei a lancheira,e ainda não achei uma linda,gostaria que fosse da Betty Boop,mas vou me virando com o que tenho,quem sabe nesta viagem a Buenos Aires acho uma bem linda,e eu tbm não gosto de comer em lugares que não conheço,além de tudo não como carne,mas me viro bem ,obrigada pelas dicas amei e vou colocar em prática.Sucesso e não nos esconda nada viu,beijokas

    Reply
    • 30 de julho de 2014 at 3:33

      Oii Elizabeth!!
      Com certeza você vai achar uma bem linda 🙂
      Boa viagem e obrigada pela mensagem!!! um beijo

      Reply
  • 4 de agosto de 2014 at 17:48
    wanessa

    Oi :-),Adoro as idéias do site! Eu comprei o tofu e dei uma mordida como se fosse queijo kkkk foi só careta o difícil foi engolir kkkk aprendi a bater o tofu no mix com alho e tempero ficou na consistência de requeijão… Passo no pão frances DD manhã! Adoro! O café da manhã pra mim é muito importante eu gosto muito tem mais idéias para café da manha?

    Reply
    • 5 de agosto de 2014 at 5:29

      Oi Wanessa!
      Tem diversas receitas aqui no blog ideais para o café da manhã, como as panquecas sem gluten e lactose, o mingau de quinoa, o pão facil sem gluten e lactose. Tem um post só sobre o que passar no pão também!
      bjs!

      Reply
  • 9 de agosto de 2014 at 17:41
    Simone

    Oi Flavia, onde vc compra esses produtos diferentes da Jasmine? Precisava achar as papinhas dessa marca… Obrigada.

    Reply
  • 15 de agosto de 2014 at 20:04
    Celina

    Oi Flavia, tudo bem? Primeira vez que visito seu site, descobri ontem minha intolerância a glúten e lactose.
    Durante a semana consigo me alimentar direitinho, meu problema será aos sábados que faço pós graduação o dia todo em uma cidade perto da minha. Tenho que tomar café lá, almoçar lá.. não sei o que faço e o que levo pra comer!
    A lancheira eu tenho! rsrsrs
    Alguma opção?

    Reply
    • 16 de agosto de 2014 at 12:30

      Oii Celina!
      As opções que normalmente levo coloquei aqui neste post.
      Procuro ter algumas coisas praticas congeladas, ai apenas esquento e levo, e também alguns produtos prontos que encontro em lojas de produtos naturais e mercados.
      bjs!

      Reply
  • 7 de outubro de 2014 at 21:17
    Carolina

    Olá!!! Para viagens internacionais, posso levar a minha marmita? Ou serei barrada pela cia aérea/alfândega? O que posso levar? Posso tb levar farinhas de chia, linhaça para Itália? Bjinhoss

    Reply
    • 8 de outubro de 2014 at 15:49

      Oii Carolina!
      Eu nunca fui barrada nem pela alfandega nem pela cia aérea. Só no aeroporto da Nova Zelandia e Australia que eles pedem para jogar fora qualquer alimento e bebida.
      De resto nunca tive problemas, nem na bagagem de mão nem na despachada. Mas verifique com a cia aérea se achar necessário.
      bjs!

      Reply
  • 8 de fevereiro de 2015 at 0:32
    Susiane

    Boa noite Flavia!
    Quais são as marcas das suas lancheiras/térmicas?
    Grata!

    Reply
    • 9 de fevereiro de 2015 at 11:33

      Oi Susiane!
      Uma é da Organic Avenue – uma loja de sucos e comidas naturais de NY – e a outra é da BYO.
      bjs

      Reply
  • 19 de agosto de 2015 at 12:59
    Fred

    Fláiva, td bem?!
    Vi que vc comentou que nos aeroportos da AUS e NZ pedem para jogar fora os alimentos e bebidas. Mais até chegar lá foi tranquilo? Comer dentro do avião seu frango desfiado tbm n teve problema? Estou preocupado em levar alguns alimentos como arroz integral, macarrão integral, batata doce, aveia, banana, castanha do pará e frango desfiado. Vou para NZ, mais queria mesmo só durante o voo. Pode me dar uma opnião sua sobre?

    Obrigado!

    Reply
    • 20 de agosto de 2015 at 16:37

      Oi Fred!
      Durante o voo é tranquilo sim, só não leve líquidos com mais de 100ml porque daí não passa pelo raio x para voo internacionais.
      Espero que de tudo certo, beijos!!

      Reply
  • 24 de dezembro de 2016 at 3:41
    Ju Sampaio

    Oi Flávia, parabéns pelo blog!
    Irei viajar pela primeira vez após me descobrir celíaca para a Europa. Tentei solicitar refeição especial com a companhia mas eles informaram que não é livre de contaminação. Então estou na dúvida! O que posso levar no avião sem risco de ser jogado fora? Em outras viagens antes da doença sempre levava um biscoito, chocolate… mas serão 11 horas de voo, e a base de biscoito não dá! Me ajuda!?

    Reply
  • 1 de maio de 2017 at 0:14
    Márcia Souza

    Oi Flávia, sou celíaca e tenho uma viagem para Campo Grande para um evento universitário em junho. Ficarei três dias fora. Os lanches são mais fáceis de resolver, com biscoitos e barrinhas que não estragam, mas o que está me preocupando é o almoço e o jantar, pois não terei acesso a geladeira e comer em restaurantes é muito arriscado. Pensei em levar pão, mas também corre o risco de estragar e, como não conheço a cidade não sei onde comprar lá. Você teria alguma dica? Já passou por situação parecida?

    Reply
    • 5 de maio de 2017 at 17:32

      Oi Márcia! Tudo bem?
      Quando vou a viagens eu como em restaurantes mesmo. Peço o que tem menos risco de contaminação direta e dou uma reforçada na proteção gastro intestinal para minimizar um pouco os efeitos. Infelizmente é a única dica que tenho para te ajudar =/
      bjs

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *